Dicas de como lidar com criança desobediente

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

A maioria dos adultos já precisou lidar com uma criança desobediente em algum momento, seja o próprio filho ou não. Apesar de não ter uma causa específica, a desobediência infantil pode ser interpretada como quando o pequeno contraria aquilo que os mais velhos impõem ou defendem. 


Veja também: + Saiba como conseguir bolsas de estudos de até 80% para seu filho(a)


Entretanto, bater de frente com uma criança não é uma alternativa plausível. Além de não apresentar resultados efetivos, pode haver consequências futuras no comportamento do mais novo.  

Quais são os motivos da desobediência infantil? 

São várias as razões que podem levar à desobediência infantil, por isso não é válido considerar apenas a personalidade da criança. O pequeno pode ser, naturalmente, mais introvertido, mas isso não quer dizer que não haverá uma fase mais rebelde. 


O período entre os dois e três anos costuma ser marcado por birras, já que é a fase em que as crianças começam a ter mais autonomia e entender melhor o mundo ao redor. Muitas já passam a formar gostos pessoais e a querer impor eles sob as vontades dos pais. 


Entretanto, vale lembrar que se tratam de seres humanos mais novos e que ainda estão sendo inseridos na sociedade. Cabe aos responsáveis educar e transmitir os valores morais para os filhos, sendo compreensíveis e respeitando o tempo de cada criança. 

Como lidar com criança desobediente? 

A seguir, separamos 10 dicas de ações que você pode fazer para lidar com crianças desobedientes. Confira: 

1) Mostre o porquê vale a pena obedecer

A obediência não é construída a partir do medo. Ameaças não devem ser consideradas como opções na hora de educar uma criança desobediente. Ao contrário disso, explique para ela a importância de seguir o que os pais recomendam, pois essas são as pessoas que mais se importam com o bem-estar  dela, por exemplo ao se preocuparem com o sono e alimentação.

2) Saiba ouvir

Às vezes, o mau comportamento está sendo desencadeado por motivos específicos. Dê abertura para que a criança fale sem medo de ser julgada ou de chorar em frente aos mais velhos. O diálogo se constrói quando ambos os lados podem trocar informações. 

3) Tenha calma e paciência

Todo filho é reflexo dos pais. A criança que convive com pessoas mais velhas que estão acostumadas a terem comportamentos explosivos, por exemplo, entenderá que é dessa forma que ela deve se comportar. Lidar com birras ou implicâncias infantis nem sempre é simples, então, caso necessário, dê um tempo para esfriar a mente antes de conversar com o mais novo. 


Leia também: + Como ser uma boa mãe?

4) Aplique a disciplina positiva

Boas atitudes devem ser exaltadas! Essa é uma maneira de reforçá-las e fazer com que os pequenos entendam qual é o caminho a ser seguido. Identifique as situações de obediência e parabenize seu filho nesses momentos, além de mostrar que momentos assim resultam em harmonia familiar. 

5) Prevenir é melhor do que remediar

Ao imaginar que seu filho pode desencadear uma situação de desobediência em um espaço fora de casa, converse com ele antes. Um exemplo clássico são as birras em supermercados, quando os pais não compram o que a criança deseja. Antes de irem ao local, explique o que vocês vão fazer e como você espera que o pequeno se comporte.

6) Saiba redirecionar uma situação

Nem sempre é possível prever um momento mencionado no tópico anterior. Então, saiba quais alternativas tomar quando algo sair do controle. Lembre-se que a birra infantil deve ser acolhida, ao invés de ser tratada com agressividade. 

7) Imponha limites

Os limites não devem ser ensinados como algo ruim, mas sim passados a fim de trazerem mais equilíbrio para as situações. Em muitos momentos, os limites são necessários até mesmo por questões de seguranças, como em brincadeiras que podem ter mais riscos das crianças se machucarem. 

8) Alerte sobre consequências

A palavra "castigo" pode soar muito negativa para os mais novos. Então, encontre consequências que correspondam às ações, por exemplo: ensine que a criança sempre deve guardar os brinquedos depois de brincar, para não perdê-los.


Leia também: + Dicas de brinquedos educativos para todas as idades

9) Afeto, carinho e atenção

Muitos filhos costumam agir com desobediência para chamarem atenção dos mais velhos. Certifique-se de que você esteja dedicando tempo para acompanhar a rotina da sua criança. Não é apenas verificar se a tarefa escolar foi feita, mas também conversar sobre o dia a dia com ela. 

10) Busque ajuda profissional

Quando várias alternativas já foram testadas e os resultados não se mostram efetivos, o ideal é buscar ajuda profissional com um psicólogo. Pode haver algum quadro psicológico associado ao comportamento da criança, o qual nem sempre os pais irão detectar com facilidade. 

Filho único é desobediente?

A ideia de que todo filho único é desobediente ou mimado não passa de senso comum. Não há evidências científicas para isso, além de que é possível os pais de uma criança a criarem da mesma forma que cuidariam se tivessem mais filhos. O que pode distinguir a criação de um filho único para quem tem irmãos é o fator da sociabilidade. 


Enquanto crianças com irmãos se acostumam desde cedo a dividir brinquedos, por exemplo, pode demorar mais para os filhos únicos terem essa vivência. Entretanto, este é um aspecto que pode ser desenvolvido em ambientes escolares ou de convívio com outros pequeninos, como nos parques infantis em bairros/condomínios ou mesmo com outros integrantes da família (primos da mesma faixa etária).