Temos mais de 193.000 escolas cadastradas em nosso site

Temos mais de 193.000 escolas cadastradas em nosso site

Encontre as principais informações das  escolas

Encontre as principais informações das escolas

Avalie sua escola e contribua com a educação brasileira

Avalie sua escola e contribua com a educação brasileira

Garanta as melhores bolsas de estudo das escolas parceiras

Garanta as melhores bolsas de estudo das escolas parceiras

O maior buscador de
escolas do brasil

Preencha pelo menos um dos campos para encontrar e avaliar sua escola

Até quanto pode pagar?
R$ 0.00/mês

Encontre tudo sobre as escolas do Brasil


Temos mais de 193.000 escolas cadastradas em nosso site

Temos mais de 193.000 escolas cadastradas em nosso site

Encontre as principais informações das  escolas

Encontre as principais informações das escolas

Avalie sua escola e contribua com a educação brasileira

Avalie sua escola e contribua com a educação brasileira

Garanta as melhores bolsas de estudo das escolas parceiras

Garanta as melhores bolsas de estudo das escolas parceiras

Bolsas de Estudo em

Selecione a cidade Selecione a cidade

Ou digite uma cidade

Procure pela etapa de ensino em

Selecione a cidade Selecione a cidade

Ou digite uma cidade

Melhores escolas de

Selecione a cidade Selecione a cidade

Ou digite uma cidade

Confira como funciona

Temos mais de 5.000 escolas cadastradas em nosso site

Temos mais de 193.000 escolas cadastradas em nosso site

Encontre todas as principais informações da sua escola

Encontre todas as principais informações da sua escola

Garanta as melhores bolsas de estudo das escolas

Garanta as melhores bolsas de estudo

Confira e deixe depoimentos e avaliações das escolas

Confira e deixe depoimentos e avaliações das escolas

Confira nossos últimos artigos

 Ranking melhores Escolas Particulares do Rio de Janeiro 2019: As 3 melhores escolas particulares do Rio de Janeiro segundo pais, alunos e professores

Ranking melhores Escolas Particulares do Rio de Janeiro 2019: As 3 melhores escolas particulares do Rio de Janeiro segundo pais, alunos e professores

O boca-a-boca sempre foi a forma mais usada para pais escolherem escola para os filhos. Com o site Melhor Escola ficou mais fácil consultar a opinião de outros pais e também de alunos e professores sobre as escolas. Para ajudar as famílias cariocas criamos esse Top 3- Melhores Escolas do Rio de Janeiro que considera as 3 melhores escolas particulares da cidade maravilhosa segundo pais, alunos e professores. Para que o Top 3 ficasse consistente, o Melhor Escola selecionou as escolas mais bem avaliadas com pelo menos 20 avaliações de pais, alunos e professores no site Melhor Escola em 05/02/2019. Veja as melhores escolas segundo esse ranking e clique nos links para ver todas as avaliações e depoimentos que concederam às escolas a listagem no Top 3: 1º Lugar - Escola SESC de Ensino MédioBairro: Jacarepaguá2º Lugar - Colégio Dom Motta Bairro: Padre Miguel3º Lugar - Colégio Cruzeiro Centro Bairro: CentroO ranking  Melhores Escolas particulares do Rio de Janeiro completo e atualizado instantaneamente por novas avaliações pode ser visualizado aqui. Como são poucas as escolas com 20 ou mais avaliações, o ranking termina na quinta posição. Ajude o site Melhor Escola a aumentar o número de escolas no ranking: Avalie as escolas como pai, aluno, ex-aluno ou professor! Você pode ajudar também divulgando esse Top 3 nas mídias sociais. Compartilhe! ;)

 Cuidados que podem facilitar a adaptação na vida escolar de seus filhos

Cuidados que podem facilitar a adaptação na vida escolar de seus filhos

Nem sempre é fácil. Ao iniciarem a vida escolar ou ao mudarem de escola, muitas crianças estranham a rotina, ficam doentes com mais facilidade e acabam tirando o sono dos pais. É preciso paciência para lidar com as mudanças e encarar a nova rotina. Com algumas dicas, no entanto, a fase torna-se ainda mais tranquila para a família. Uma das principais reclamações é que as crianças ficam mais doentes. "A troca de vírus e bactérias entre os pequenos acontece rotineiramente, mas isso não deve ser uma preocupação para os pais, pois irá fortalecer a defesa das crianças", afirma o pediatra e neonatologista, Dr. Jorge Huberman. Para minimizar estes riscos, o aleitamento materno é essencial. "Ele é o mais importante e, caso não seja possível, as fórmulas adequadas para a idade e uma dieta rica em proteínas, ômega 3 e vitaminas também são recomendadas", explica o pediatra. Para Dr. Huberman, a fase mais indicada para o início da vida escolar é com cerca de um ano de idade. "Mas sabemos que, por imposição do trabalho ou outras circunstâncias da vida, muitos pais têm que colocar os filhos em berçários antes disso", reflete. Ao colocarem os bebês em escolas, os pais devem verificar se o local permite a permanência dos pais na fase de adaptação, avós ou outra pessoa que auxilia na criação da criança. "Isso porque, caso a criança sinta-se ansiosa, insegura ou chore, pode e deve ser levada ao aconchego desse responsável para perceber que não está sendo abandonada", diz o médico. O pediatra alerta, no entanto, para atitudes super protetoras. "Os pais devem permitir o contato com os novos colegas e professores, caso contrário, o processo de adaptação tende a ser mais difícil". Dr. Jorge lembra também que em casos de resistência das crianças, os pais devem evitar repassar a apreensão aos filhos. "Eles podem ressaltar os pontos positivos da escola, das novas atividades e pessoas que as crianças irão conhecer", afirma Huberman. Nos demais momentos de transição da vida escolar, como do Ensino Infantil para o Ensino Fundamental e depois para o Médio, as crianças já entendem melhor o processo e sabem verbalizar seus anseios. Isso facilita o entendimento deste processo para as crianças, que passam a criar laços, reconhecem seus espaços e trabalham de forma mais efetiva em sua própria integração. "A partir de então, os pais precisam sempre ficar atentos às amizades e influências dos filhos, conversando e participando da vida das crianças e adolescentes", conclui Dr. Jorge Huberman.  Artigo retirado da Revista Na Mochila: www.revistanamochila.com

 Família x Escola: A importância da participação dos pais no dia a dia escolar

Família x Escola: A importância da participação dos pais no dia a dia escolar

Nos dias de hoje, em que tanto os pais quanto as mães estão no mercado de trabalho, as crianças iniciam a vida escolar cada vez mais cedo. Contudo, esse não pode ser um motivo para não passar mais tempo com o próprio filho. “Terceirizar a educação das crianças à babá ou à escola pode influir negativamente no aprendizado da criança”, afirma Raison Pinheiro, Diretor de Consultoria Educacional do Sistema Ari de Sá (SAS).De acordo com Raison, o melhor lugar para os filhos é perto dos pais. “Quanto mais tempo os filhos passarem com os pais melhor, porém, mesmo que não tenham muitas horas juntos por conta do trabalho, esse pouco tempo precisa ser de qualidade. A família educa, a escola ensina. Sem essa parceria as coisas não funcionam”, comenta.A escola e a família devem sempre buscar integração. Ajudar os filhos na lição de casa ou na leitura de um livro é um exercício que, além de contribuir para que alcancem boas notas, também é um momento importante em família, pois gera confiança entre todos, fazendo com que a criança saiba que pode sempre contar com a mãe e com o pai.“Os aparelhos tecnológicos, como computadores, celulares e tablets, também são boas oportunidades para aproveitar um tempo com os filhos, auxiliando-os em atividades escolares disponíveis nessas plataformas”, aconselha Raison Pinheiro. Entretanto, ele adverte que os eletrônicos podem ser uma ferramenta adicional para educar, mas não é a principal. “Sem tecnologia, uma criança se desenvolve sem grandes sacrifícios. Sem escola de qualidade, ela se desenvolve com algum sacrifício. Agora, sem pai e mãe presentes, ela se desenvolverá com muitas dificuldades. A família é insubstituível”, finaliza.   Confira 6 dicas para aproximar pais e filhos:1) Manter sempre o diálogo – Ao chegar do trabalho, conte para seu filho como foi o seu dia e o deixe a vontade para contar o dele também. Assim, a amizade é fortalecida e, mesmo que não passem o dia todo juntos, tanto os pais quanto os filhos se sentirão mais presentes.2) Praticar atividades juntos aos fins de semana – A tentação de passar o dia em casa no sábado ou domingo depois de uma longa semana de trabalho é grande, mas crianças precisam conhecer o que há ao redor, além da casa e escola. Então, programem-se para conhecer juntos a cidade em que vivem, indo a parques, ao cinema e museus com atividades recreativas.3) Realizar as refeições em família – Os almoços durante a semana são realmente difíceis de conseguir juntar toda a família, mas as refeições do fim de semana e os jantares de segunda a sexta-feira são momentos ideais para a prática do diálogo.4) Leitura antes de dormir – É importante, tanto para incentivar o gosto pela leitura quanto para aproximar pais e filhos. Mesmo que a criança ainda não saiba ler, leia para ela e mostre as figuras. Hoje em dia, muitos livros interagem com aplicativos lúdicos no celular e tablets.5) Brincar ao chegar do trabalho – Ao chegar do trabalho, reserve um momento para brincar com seu filho. Há inúmeras brincadeiras que exercitam o raciocínio, como brinquedos de montar e massinha. Além disso, ao passar esse tempo com eles, os adultos relaxam do estresse do dia a dia e as crianças passam a enxergar os pais como amigos.6) Ajudar na lição de casa – Quando os filhos começarem a ter lição de casa, é bastante importante que os pais sentem com eles e os ajudem a resolver os exercícios. É um momento de parceria nesta fase que indica o amadurecimento escolar da criança.    Fonte: Artigo desenvolvido pelo projeto NA MOCHILA. Para saber mais sobre o projeto, clique aqui.