Menu fechado

Entenda a função coordenador pedagógico

Coordenador pedagógico

Tempo de leitura: 7 min

O coordenador pedagógico desempenha um papel muito importante dentro da comunidade escolar. Contudo, frequentemente suas atribuições acabam sendo confundidas e o profissional não consegue se dedicar para as atividades como gostaria. Isso acontece porque as funções desse profissional não são claramente determinadas. Por isso, faz parte da missão da gestão escolar compreender quais são os benefícios de ter um coordenador pedagógico na escola e assim, poder delegar as atividades adequadas para esse profissional.

Leia também:

+ Diário escolar digital do professor: escola conectada

+ Quarentena coloca ensino a distância em destaque

Antes de mais nada, vamos lembrar que o papel principal da escola, além de promover ensino de qualidade, é formar cidadãos competentes e habilitados para transformar a realidade sociocultural e econômica vigente. Inserida no contexto de uma gestão democrática,  a comunidade escolar deve reunir esforços para assegurar a compreensão e aceitação do princípio de que a educação é um processo de emancipação humana. Fazem parte da comunidade escolar os professores, funcionários que trabalham na escola, alunos e por seus pais e/ou responsáveis.

Nesse sentido, cada agente desempenha um papel importante na jornada de construção do saber e o responsável por integrar essas figuras é o coordenador pedagógico. Mais do que auxiliar professores quanto às articulações curriculares e demais relações pedagógicas, o coordenador pedagógico é o principal agente transformador da escola. Ele deve orientar a escola para uma dinâmica de trabalho coletivo, meio único de alcançar os objetivos propostos para cada ano letivo. 

Estabelecendo conexões

Dentro da rotina escolar, existem diversas relações: direção-professor, direção-pais, direção-alunos, professor-professor, professor-pais, professor-aluno, aluno-aluno, aluno-pais. A função do coordenador pedagógico é justamente fazer a comunicação entre essas relações e garantir que todos estejam alinhados em suas ações. Em seu dia a dia, o coordenador vai apontar alternativas, reunir ideias, organizar recursos, identificar vulnerabilidades, encontrar oportunidades de melhoria, reconhecer méritos e propor soluções. Seu trabalho é possível justamente porque ele está presente em todos os setores escolares.

Sob o mesmo ponto de vista, a ação efetiva do coordenador pedagógico está totalmente atrelada ao Projeto Político Pedagógico, desde sua elaboração até a aplicação de suas diretrizes. É papel do coordenador direcionar e orientar a equipe para o cumprimento dos objetivos propostos. 

Dito isso, é importante esclarecer que não compete a esse profissional assumir uma sala de aula em cauda de ausência do professor, tão pouco ser responsável pela gestão financeira da escola. Compete às funções do coordenador manter uma relação harmônica dentro da comunidade escolar, visando a integração de todos no processo ensino-aprendizagem. 

Leia também:

+ Gestão escolar: tudo o que você precisa saber

Em resumo, a escola que conta com um coordenador pedagógico entre seus colaboradores possui uma enorme capacidade de resolução de problemas, consegue estreitar os laços com as famílias, oferece suporte para que seus professores consigam desenvolver suas atividades da melhor forma possível e traz inovação para a organização escolar. 

Como o coordenador pedagógico atua dentro da escola?

Acompanhando o desempenho dos alunos

Pode parecer um pouco óbvio mas, dentro da gestão escolar, o coordenador pedagógico é responsável pela gestão pedagógica. Cabe ao profissional acompanhar o desempenho dos alunos e auxiliar os professores durante o processo de aprendizagem. Se por um lado é o professor quem tem o contato direto e diário com os alunos, por outro, é missão do coordenador estar ao lado do professor para analisar o funcionamento dos métodos pedagógicos. 

Nesse sentido, precisa ser a figura que de fato olha para os problemas, tanto dos alunos, quanto das turmas,  e se dispõe a encontrar a solução. Sua visão deve ser ampla, priorizando sempre o sucesso dentro e fora da sala de aula.

Selecionando métodos e materiais 

Não basta ter recursos, é preciso saber utilizá-los. Muito se acreditou que o alto desempenhos de escolas estava diretamente atrelado com os recursos que ela possui. Esse ideal já não é mais praticado atualmente, visto que a construção do saber está muito mais atrelada às experiências transmitidas do que com os meios de transmissão. Em outras palavras, a escola não cumpre sua função social oferecendo recursos tecnológicos e infraestrutura de ponta se não contar com profissionais qualificados e engajados. A qualidade da educação é medida por meio do uso adequado dos recursos financeiros, materiais e humanos.

Desse modo, o coordenador pedagógico vai se apoiar no Projeto Político Pedagógico para selecionar os materiais didáticos, ferramentas e equipamentos mais adequados para alcançar os objetivos da escola.

Auxiliando os professores

Assim como dispor de bons recursos físicos, materiais e financeiros é importante, ter bons recursos humanos também é fundamental. Mesmo com as mudanças de configuração da sala de aula, o professor ainda é a figura principal do processo de aprendizagem. Além de transmitir o conhecimento, os educadores também atuam como mentores para os alunos. Por isso, a escola deve oferecer ferramentas, estrutura, motivação, apoio, incentivo, orientação e suporte emocional para que o corpo docente possa desempenhar seu trabalho.

Portanto, o coordenador pedagógico deve acompanhar o trabalho dos professores, checando se o planejamento acadêmico está sendo cumprido, identificando situações que já não podem mais ser resolvidas em sala de aula e auxiliando alunos com necessidades mais específicas. A análise constante dos resultados permite que novos caminhos sejam traçados, novos métodos sejam adotados, pontos fortes sejam explorados e pontos fracos sejam tratados. Tudo isso para  garantir que os objetivos educacionais serão alcançados.

Fazendo a conexão entre todos os membros da comunidade escolar

A participação da comunidade escolar é essencial para que a escola cumpra sua função social. Nesse sentido, cabe ao coordenador pedagógico permear cada um dos grupos que compõem a comunidade e ser o meio de comunicação entre eles. A gestão escolar deve estar aberta e disposta a ouvir críticas e sugestões, além compreender os interesses dos agentes. O coordenador pedagógico deve alinhar as expectativas de todos e atuar como um mediador das situações, sejam elas conflituosos ou não.

Novamente o PPP se mostra importante, pois é a partir dele que a escola vai tomar suas decisões e pautar sua dinâmica de funcionamento. 

Estruturando o projeto político pedagógico da escola

O Projeto Político Pedagógico (PPP) é o documento que organiza a proposta educacional de uma escola. Sua elaboração deve ser coletiva e seu planejamento tem ancoragem na avaliação da instituição, cujo propósito deve ser oferecer uma educação de qualidade e garantir o sucesso dos alunos. Uma vez que o documento reflete os ideais da escola, é crucial que os pais tenham conhecimento dele para ter um alinhamento preciso de expectativas.

Dada a importância do PPP para o processo de aprendizagem realizado em cada escola, é indiscutível que o coordenador pedagógico deve estar presente durante a estruturação do documento. Posteriormente, com o decorrer do ano, é função do coordenador verificar se as propostas estão sendo adotadas e se o planejamento está de acordo com a realidade.

Ainda tem dúvidas? Saiba tudo sobre o Projeto Político Pedagógico clicando aqui. 

Publicado em:Universo pedagógico
Post relacionado
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *