Menu fechado

Capacitação de professores para o ensino híbrido

capacitação de professores

O ensino híbrido é uma realidade a qual as escolas precisam se adaptar e capacitar os professores é um dos passos a seguir

Durante a pandemia, pudemos perceber a grande expansão do EAD no Brasil — algo que já estava bem forte antes disso. São diversas as ferramentas tecnológicas que passaram a fazer parte do ensino. Assim, temos uma forte presença do ensino híbrido nas instituições de ensino e uma crescente demanda por capacitação dos professores.

Percebe-se que, querendo ou não, essa é uma realidade que as escolas precisam acompanhar. A adaptação a esse novo modelo de ensino é fundamental não só para o sucesso da escola, mas principalmente para uma melhor preparação dos alunos. 

Leia também:

+ Educação financeira nas escolas: mudança cultural

Vejamos agora um pouco mais sobre o ensino híbrido, seus benefícios e como capacitar os professores para aplicar essa nova forma de aprendizado dentro da escola. Confira! 

Marketing Digital

O que é ensino híbrido? 

Para explicar melhor sobre a capacitação de professores, precisamos entender um pouco mais a fundo sobre o que é o ensino híbrido e qual a função dele na escola e na vida do alunos. 

Trata-se justamente de uma combinação de formas de ensino: presencial + on-line. É um método de ensino que proporciona diferentes experiências tanto para os alunos quanto para os professores. 

Com o crescimento constante da tecnologia e, principalmente, o maior acesso aos smartphones, mesmo pelos mais novos, incluir o EAD como uma das formas de aprendizado é fundamental. 

O ensino superior já trabalha com esse método de aprendizado há algum tempo e hoje podemos ver cursos com quase 50% da carga horária feita EAD para as instituições que trabalham com o ensino híbrido. 

Qual o papel do professor no ensino híbrido? 

Muitos professores acreditam que terão o seu papel substituído pela tecnologia, que terão menor importância em um EAD. Mas é justamente o contrário: ele ganha ainda mais destaque em um método de ensino híbrido. 

Na verdade, o professor passa a ficar mais tempo com o estudante. Por exemplo, após uma aula presencial na escola, o aluno precisa assistir aulas complementares da matéria de forma on-line com o mesmo professor. Ou então, é possível marcar aulas on-line de correção dos exercícios. Enfim, as possibilidades são muitas. 

Além do mais, é papel do professor selecionar os materiais que serão oferecidos aos alunos no EAD. Dessa forma, ele age como um tipo de gestor cognitivo, orientando, selecionando os materiais para os alunos e organizando as demandas. 

Como realizar a capacitação dos professores para esse método? 

A escola pode tomar para si a responsabilidade de capacitar esses professores para que eles possam atuar no ensino híbrido se esse for o método de ensino da instituição. 

Assim, existem algumas formas de realizar esse processo. Basicamente, ela pode ser feita por uma empresa terceirizada, a escola pode pagar um curso para os professores ou elas mesmas podem se encarregar disso. 

Veja algumas opções que vão ajudá-lo com a capacitação de professores. 

Material em PDF 

Uma das partes da capacitação dos professores para o ensino híbrido é oferecer um material de consulta que eles possam utilizar a qualquer momento. No caso, o PDF se encaixa muito bem nesse papel. Inclusive, é um material que pode ser impresso e levado para qualquer local. 

Treinamento ao vivo com todos os professores 

Em um primeiro momento, a escola pode fazer um treinamento presencial ou gravar vídeos práticos (gravação de tela, por exemplo) para mostrar um passo a passo. É interessante que esse treinamento acompanhe o que está na apostila em PDF que vai servir como uma espécie de guia. 

Este é o momento, por exemplo, te tirar as dúvidas gerais e também de ensinar coisas mais específicas e que são comuns a todos, como a aplicação de um teste on-line com os alunos. Será necessário explicar como o usar, passo a passo, todos os equipamentos e softwares utilizadas nas aulas pelos professores. 

Treinamento de forma individual 

É importante também que a escola ofereça um momento de treinamento individual com os professores. 

Por exemplo, algumas matérias podem ser mais visuais que outras, podem exigir recursos diferenciados. História e matemática possuem abordagens diferentes e por isso, os professores podem precisar de um atendimento individualizado. 

É essencial que a escola tenha uma equipe para atender às demandas desses professores durante todo o andamento do ano letivo. Assim, qualquer erro que der no sistema ou qualquer dúvida poderá ser sanada e solucionada rapidamente por essa equipe de suporte. 

Viu como a capacitação de professores para o ensino híbrido não é um bicho de sete cabeças? Organização e planejamento são fundamentais nesse momento. Coloque as dicas em prática e comece a adaptar a sua escola às novas demandas. 

Quer saber mais sobre o assunto? Confira também o eBook Ensino Híbrido: necessidade no mundo pós-pandemia

Publicado em:Tecnologia
Post relacionado
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *