Quanto custa uma escola particular no ensino fundamental?

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

O valor de uma escola particular no ensino fundamental pode variar de uma cidade para outra. A estrutura oferecida pelo colégio aos alunos e o tamanho da instituição também podem interferir no preço final da mensalidade. 

|+ Faça parte de uma comunidade exclusiva para mães comprometidas com a educação dos filhos.

Por esse motivo, antes de matricular uma criança em uma escola privada, é importante que os pais façam pesquisas. Os responsáveis devem procurar opções que se encaixem no orçamento familiar para evitar dívidas e inadimplência. 

Uma matéria divulgada pela Forbes no fim de 2021 sobre os preços das escolas mais caras do Brasil mostrou que a maioria das instituições aplicaram reajustes de 4% a 10% nas mensalidades no ano de 2022. Com os valores atualizados, existem colégios cobrando cerca de R$ 5 mil por mês no ensino fundamental. No geral, a média nas cidades brasileiras varia de R$ 1.400 para R$ 1.600.

Vale reforçar que as escolas costumam aplicar políticas de descontos diferenciadas para irmãos, ex-alunos ou funcionários de empresas parceiras. Sendo assim, as mensalidades podem variar dependendo da situação. Há ainda casos em que é possível ter um abatimento na mensalidade se o responsável pagar antes do vencimento. 

O que está incluído na mensalidade escolar?

No Brasil, existem atualmente 180,6 mil escolas de educação básica ativas, incluindo as instituições privadas, estaduais e municipais. Dos 47,9 milhões de matrículas, 19,1% estão concentradas na rede particular. 

O ensino fundamental no Brasil conta com 26,9 milhões de matrículas. Deste montante, 34,6% são de escolas privadas. As informações são do Censo Escolar 2019, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC).

Geralmente, o valor da mensalidade escolar é definido para suprir os gastos das instituições com: infraestrutura, contratação de professores, manutenção dos espaços, recursos tecnológicos, compra de equipamentos, material de limpeza e outras despesas relacionadas ao negócio. 

Além do valor fixo cobrado todo mês, as escolas também podem oferecer opções extras para os pais que tiverem interesse, entre elas:

  • Curso de idiomas,

  • Atividades esportivas,

  • Aulas de música ou canto,

  • Passeios culturais e outras atividades externas,

  • Aulas de reforço,

  • Cardápio para o lanche.

Algumas escolas também disponibilizam vagas em horário integral para ocupar o tempo dos alunos com diversas atividades. Essa opção é bastante vantajosa para os pais que trabalham fora e querem deixar os filhos em segurança durante o dia. 

No horário integral, as crianças participam das aulas convencionais e cumprem uma rotina de atividades pedagógicas no contraturno. Isso acaba melhorando o rendimento e estimulando o desenvolvimento infantil. 

Como conseguir desconto nas escolas particulares?

Para reduzir os gastos com mensalidade escolar no ensino fundamental, a melhor opção é pesquisar por bolsas de estudo. Com esse tipo de benefício, as famílias conseguem economizar e manter os filhos matriculados em uma instituição de qualidade. As escolas, por sua vez, reduzem as chances de inadimplência e evitam casos de turmas ociosas.

No portal Melhor Escola, é possível fazer consultar as bolsas de estudo disponíveis em diversas cidades brasileiras. São mais de 190 instituições cadastradas com descontos de até 80%. Além de pesquisar bolsas, os pais conseguem ver a opinião de outras pessoas sobre cada escola.