Extraindo o máximo da lição de casa

Entenda a importância do dever de casa no aprendizado do aluno e as desvantagens quando aplicado incorretamente.


Após um dia cansativo de escola, treino de natação e aula de inglês, a primeira coisa que a maioria dos estudantes quer fazer ao chegar em casa é relaxar. E é aí que entra a lição de casa - tão importante, mas tão odiada pelos alunos. No post de hoje falaremos sobre as vantagens e desvantagens do dever de casa, a quantidade ideal que deve ser oferecida pelos professores e como os pais podem ajudar as crianças a se manter motivadas para realizar as atividades propostas em sala de aula.

Qual a importância da lição de casa?

O dever de casa possui uma importante função pedagógica e, quando bem aplicado, pode trazer diversos benefícios, como:

Auxilia na compreensão do conteúdo

Ao realizar as tarefas, o aluno pode avaliar quais conteúdos já foram assimilados e quais ainda precisam ser reforçados. Além disso, a lição de casa melhora a capacidade de memorização e incentiva o hábito de estudar, que também será importante após a vida escolar.

Desenvolve senso de responsabilidade

Por acontecer fora do horário escolar e sem o acompanhamento do professor, o dever de casa estimula o aluno a realizar as atividades sozinho e o ensina a gerenciar o próprio tempo para entregar as tarefas no tempo combinado.


+ EaD na escola: veja como funciona


Desvantagens da lição de casa

De fato, a lição de casa é fundamental no processo de assimilação do conteúdo, porém quando proposta de maneira incorreta, pode ter os seguintes efeitos negativos:

Exaustão

Segundo educadores, o excesso de tarefas escolares podem deixar os alunos estressados e cansados, limitando a participação dos mesmos em atividades junto à comunidade, o que também importante é para o desenvolvimento da criança. 

Falta de motivação e empenho

Ao passar muitas horas dedicadas nos trabalhos da escola, a criança pode querer trapacear, criando o hábito de copiar as lições ou mesmo de receber uma ajuda demasiada para a conclusão das tarefas. Por isso, mais importante do que listar os benefícios ou os malefícios da lição de casa, é maximizar os primeiros e minimizar os segundos. 

Quanto de lição de casa é suficiente?

Essa é uma dúvida comum entre os pais e responsáveis. A resposta varia de acordo com a idade da criança. De acordo com a Associação Nacional de Pais e Mestres (PTA, na sigla em inglês), dos Estados Unidos, o dever de casa não deve exceder os 20 minutos diários para crianças que tenham até 7 anos de idade.

Já para a faixa etária dos 8 aos 12 anos, de 30 a 60 minutos por dia é suficiente. A partir dos 13 até os 17, que costuma ser a idade do adolescente no 3° ano do Ensino Médio, a carga horária de estudo em casa pode ser maior, variando de acordo com a necessidade. 

Desenvolvendo o hábito da leitura

Estimular nas crianças o hábito de ler, é uma ótima forma de auxiliar no desempenho e desenvolvimento escolar. Então, além de resolver exercícios, a leitura também deve fazer parte do dia a dia, mesmo que seja por alguns minutos. Para que isso aconteça, deve-se ter em casa livros adequados à faixa etária e que despertem a vontade de ler.

Para os mais novos, lições de casa mais curtas acabam sendo mais eficazes porque eles conseguem manter a atenção. Já os deveres muito longos costumam ser mais cansativos, fazendo os pequenos perderem o interesse ou o foco. Sendo assim, vale resolver alguns exercícios por um tempo e, em outro momento, ler um livro. 

Essa estratégia é importante porque as crianças têm períodos curtos de atenção e precisam sentir que completaram com sucesso uma tarefa para se sentirem motivadas.


Conheça os diferentes tipos de tarefa de casa

Em geral, a lição de casa tem mais de um objetivo. O principal é que os alunos reforcem os conteúdos ensinados em sala de aula. Outro ponto essencial, é saber o que o professor espera com a tarefa proposta, dessa forma os estudantes podem extrair o máximo do exercício.

Listamos abaixo os três tipos de lição mais frequentes e os seus objetivos, confira:

  • Lição de casa de preparação: é o estudo prévio do material que será apresentado nas aulas futuras. Essas lições pretendem familiarizar o aluno com conteúdo para que ele entenda melhor o assunto quando este for apresentado na sala de aula; 
  • Lição de casa de extensão:  pede aos estudantes para aplicar em novas situações as habilidades já adquiridas. É o tipo de dever de casa mais comum; 
  • Lição de casa do tipo integração: requer que o aluno aplique diversas competências em uma única tarefa, como relatórios, projetos de ciência ou de escrita criativa.

Como os pais podem ajudar com o dever de casa

O envolvimento dos responsáveis pode ter um impacto tanto positivo quanto negativo sobre a qualidade da lição de casa feita pela criança. Eis então que surge a pergunta: como me envolver corretamente com a lição de casa? 

Não há uma resposta única e definitiva, mas alguns critérios podem ser observados e levados em consideração.

Ao participar da lição de casa os pais fortalecem os laços com os seus filhos, se inteiram do que está sendo ensinado na escola e passam a dar mais valor à educação. O envolvimento pode ajudar também na motivação do estudante.

Em relação aos impactos negativos, podemos citar a interferência que os pais podem ter no aprendizado escolar. Muitas vezes eles podem utilizar estratégias de ensino diferentes das utilizadas pela escola, deixando o aluno ainda mais confuso. Sendo assim, é fundamental que os pais conheçam os principais conceitos e princípios dos métodos pedagógicos aplicado pelo colégio a fim de de ajudar a criança de maneira adequada.

Outro problema é quando o adulto resolve os exercícios do dever de casa para a criança. Errar ou não saber a resposta faz parte do processo de aprendizado. Por isso, ajudar e dar apoio é importante, mas incentivar a autonomia da criança na busca pelo aprendizado é mais valioso do que dar as respostas. 


Aproveitando a lição de casa ao máximo

Quando as mães, os pais ou os responsáveis se envolvem no dever de casa das crianças, a comunicação entre a escola e a família fica mais clara e direta. Ao participar do processo escolar, os pais passam a entender o que é esperado da criança na escola, o que ela está aprendendo e qual é o seu desempenho.


Caso o estudante apresente dificuldades com a lição de casa, os pais devem prestar mais atenção, ajudando-o quando necessário. Nesse caso, é comum os professores aconselharem aulas de reforço escolar, com o objetivo de ajudar a criança a compreender a matéria dada . Por outro lado, se o pequeno ou o jovem tiver um bom desempenho escolar, os pais devem acompanhar, mas com um distanciamento maior, permitindo que o aluno desenvolva autonomia no processo.


Um ponto importante a ser levantado é o local de estudos dentro de casa. Ter um espaço reservado com uma cadeira e uma mesa, longe da TV e áreas comuns, garantirá que ele não se distraia e se mantenha concentrado e focado no que está fazendo.

Como vimos hoje, a lição de casa é fundamental para o desenvolvimento escolar das crianças e adolescentes, mas, para que ela seja aproveitada ao máximo, é importante que os pais e professores levem em consideração as necessidades e circunstâncias específicas de cada aluno.


Leia mais:
+ Veja 5 dicas para montar uma rotina de estudo em casa
+ Avalie a escola que você estuda ou estudou