Qual é a importância do reforço escolar?

O reforço escolar, mais do que aprofundar os conteúdos, permite que o aluno se torne autônomo nos estudos


É comum alguns pais procurarem pelo reforço escolar quando o filho ou a filha começa a ter problemas de desempenho com a disciplina, tendo, muitas vezes, a nota como o único critério para essa decisão.


A importância do reforço escolar, porém, vai além dos conteúdos ensinados em sala de aula. Ele é uma oportunidade para que o aluno desenvolva autonomia nos estudos e aprenda a fazer, por exemplo, esquemas de estudos, com listas, resumos, mapas mentais, entre outras estratégias para a fixação do conteúdo.


reforço escolar


+ FAQ Melhor Escola

+ Listas de material escolar: veja dicas para economizar na compra



A nota pode ser o principal indicativo, mas não é o único. Além disso, é comum que no reforço escolar o conteúdo seja passado de forma mais individualizada, o que nem sempre é possível em uma sala de aula cheia de alunos.




Entrevistamos Juliana Diniz, diretora da Saber Educação, para responder algumas das dúvidas mais frequentes sobre o reforço escolar. Confira abaixo os principais trechos da entrevista:


Quando o reforço escolar é necessário?

Essa dúvida, muito comuns entre os pais, não possui uma resposta única e correta. As notas baixas são um claro indicativo de que o aluno deve procurar aulas de reforço.

Mas  Juliana Diniz cita outros sinais de quando isso deve ser considerado, afinal, não é preciso esperar as notas baixas chegarem, não é mesmo?


“Existem alternativas de aprofundamento escolar para todos os tipos de necessidade. E aí, sim, essas são alternativas que cabem para todo mundo”, explica.


Ainda segundo Juliana, o reforço escolar pode ser uma opção para o aluno que compreende o conteúdo, mas tem não tem segurança, isto é, aquele estudante que sabe a matéria, mas não consegue fazer bons roteiros de estudo.


Material para reforço escolar

O material usado no reforço varia de acordo com o método da escola e as abordagens feitas. Segundo Juliana Diniz, “via de regra, o recomendado é que as aulas de reforço façam uma abordagem mais personalizada, falando com a linguagem de cada aluno e que respeite o ritmo de cada um. Se na sala o professor segue o ritmo do coletivo, nas aulas de reforço a abordagem pode ser mais individualizada. Não há uma fórmula única para o sucesso do reforço escolar, mas a recomendação é que se use metodologias diversificadas para cada aluno”.



Reforço escolar online

Atualmente, há vários cursos a distância que oferecem reforço escolar. Mas, em relação aos resultados, será que eles são parecidos com o reforço presencial? 


De acordo com Juliana, algumas pesquisas recentes mostram que os jovens de hoje em dia são mais receptivos a aprenderem por vídeo e por materiais digitais.


“A questão é escolher uma metodologia EaD de qualidade e que tenha uma estratégia didática eficaz. O EaD funciona, inclusive muito bem para alguns alunos, mas é preciso saber escolher bem. É importante verificar a veracidade do material, a qualidade dos professores e qual é a metodologia usada. O segredo está em saber escolher bem, em fazer uma boa curadoria dos materiais digitais”, explica Juliana.


Tarefa de casa e reforço escolar

Alguns pais, ou responsáveis, pensam que o filho ao fazer o dever de casa já está fazendo reforço escolar. Mas, será que eles podem considerados iguais?


Segundo Juliana Diniz, não exatamente. Isso porque “a tarefa de casa tem uma série de motivações e objetivos, mas poderíamos dizer que o principal objetivo do dever de casa é a retomada e o treino, por tratar de conteúdos já trabalhados em sala de aula”.


Nesse sentido, a tarefa de casa é um das estratégias de reforço de conteúdo. Mas, e o reforço, é diferente?


Para Juliana, “o problema é quando o aluno não consegue dar conta de todas as lacunas que o aluno apresenta. Por exemplo, em um dever de Matemática sobre fatoração, o aluno pode entender a lógica dos fatores, mas não consegue saber multiplicação. Então, quando o aluno não consegue ter o pré-requisito é a hora que o reforço entra em cena”.


Em resumo, eles são complementares, mas são diferentes. A tarefa leva o aluno a rever o conteúdo, já o reforço faz um trabalho de base, reforçando a sua base de conhecimento.



Veja também

+ Curso Técnico junto com o Ensino Médio: veja como funciona

+ Sem taxas escondidas: veja as vantagens das bolsas do Melhor Escola