Confira dicas de como incentivar seu filho a estudar!

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

Incentivar filhos a estudar é uma tarefa desafiadora para pais e responsáveis, especialmente em tempos de ensino híbrido, home office e uso cada vez mais frequente do celular pelas crianças.

Para que o aluno conquiste um bom desempenho escolar ao longo do ano, pais e professores precisam pensar em iniciativas para manter a criança motivada em relação ao estudo, sempre estabelecendo um diálogo aberto sobre suas dificuldades.

Além disso, escola e família devem trabalhar em parceria para mostrar ao aluno a importância do estudo a longo prazo. Outro ponto importante é observar não apenas as notas do aluno, mas também os hábitos do dia a dia que possam atrapalhar ou beneficiar o aprendizado. 


Quais hábitos atrapalham os estudos do meu filho?

Para auxiliar pais e responsáveis nesta importante missão de manter os filhos sempre interessados pelos estudos, o Melhor Escola listou abaixo alguns fatores que devem ser eliminados para otimizar o rendimento escolar da criança. Conheça os principais!


  • Ambiente desorganizado

Observe o espaço que seu filho estuda e veja o que pode ser melhorado para garantir mais conforto durante a realização dos deveres de casa. Os pais devem ter atenção à ergonomia do local, à iluminação e ao excesso de barulho. 

É importante que o ambiente destinado ao estudo esteja sempre limpo e organizado para que a criança consiga assimilar melhor o conhecimento. Uma dica é investir em prateleiras, nichos, gavetas, escrivaninha e outros recursos para manter o material escolar em boas condições de uso. 


  • Uso em excesso de redes sociais

Os celulares e tablets são ótimas ferramentas para os alunos interagirem com colegas ou acessarem aplicativos gratuitos de ensino. Entretanto, os pais precisam ficar atentos ao tempo dedicado ao uso das redes sociais. Além de tirar o foco dos estudantes, o uso exagerado da internet pode diminuir o interesse dos alunos pelas aulas e deixá-los mais dispersos.


  • Falta de rotina para os estudos

Crianças e adolescentes devem ser supervisionados em relação às horas dedicadas ao estudo. Isso significa que os pais devem criar uma rotina, dividindo as horas do aluno entre momentos de lazer, descanso e atividades escolares. 

O importante é manter o equilíbrio e mostrar ao aluno que ele precisa ter responsabilidade em relação às tarefas. É possível, por exemplo, determinar algumas metas de estudo e oferecer pequenas recompensas quando a criança tiver um bom desempenho.

Vale lembrar que essa estratégia de oferecer pequenas recompensas não deve ser aplicada com frequência para que a criança não se acostume a sempre ganhar algo em troca. O objetivo neste caso é apenas manter seu filho motivado e disposto a se dedicar cada vez mais. 


  • Excesso de tarefas

Os pais devem ter muito cuidado com o excesso de cobranças em relação às notas ou às horas de estudo do filho em casa. Assim como os adultos, a criança funciona melhor com a mente descansada.  

Muitas delas, por exemplo, sentem mais sono após o almoço ou no fim do dia. Nesse sentido, permita que seu filho faça pequenas pausas durante o estudo e observe momentos do dia em que ele rende melhor. 


  • Falta de apoio ou parceria dos pais

A rotina de estudo não deve ser encarada pela criança como um momento de cobranças, medo, solidão e conflitos. Para que isso não aconteça, os pais devem ajudar os filhos em suas dificuldades e manter uma postura acolhedora nos momentos em que o aluno não conseguir realizar uma tarefa. 

Mostre ao seu filho que alguns obstáculos fazem parte da vida, mas que, com persistência e dedicação, é possível conquistar sucesso. 

Outra sugestão para os pais incentivarem os filhos nos estudos inclui o reconhecimento do esforço deles. Ou seja, quando seu filho tirar uma nota alta, mostre que ficou feliz com o resultado e evite frases negativas como "você não fez mais do que sua obrigação" ou "poderia ter ido melhor". 

Dicas criativas para ajudar seu filho a estudar!

Nem sempre o aprendizado do seu filho precisa estar focado em livros e cadernos. Os pais também podem usar os momentos em família para ampliar o conhecimento dos pequenos em relação aos temas abordados em sala de aula. 

Algumas sugestões para isso incluem:

  • Visitar museus e espaços culturais;

  • Assistir a filmes educativos para crianças;

  • Usar o YouTube para ver vídeos com temas educacionais;

  • Fazer pesquisas com a criança e deixá-la explicar o tema com suas próprias palavras;

  • Fazer experiência em casa sobre temas aprendidos em aula, como uma receita, plantio de mudas etc;

  • Ler histórias infantis ou livros clássicos junto com a criança;

  • Ajudar a criança no dever de casa com paciência.

Caso você perceba que seu filho está com muita dificuldade e que as sugestões citadas neste artigo não estão ajudando, vale a pena marcar uma conversa presencial com a escola. Certamente, gestores e professores poderão ajudar nesta missão!

Se você está à procura de um colégio de qualidade para matricular o seu filho no ano de 2022, vale a pena pesquisar as instituições parceiras do Melhor Escola em sua cidade com bolsas de até 80%. Basta clicar aqui e conferir!