Crianças no celular: seu filho passa muito tempo no aparelho?

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

O uso de celular por crianças é cada vez mais comum na atualidade. Por este motivo, a exposição exagerada dos pequenos às telas dos smartphones tem gerado muita preocupação aos pais. 

Geralmente, os responsáveis têm dúvidas sobre o tempo adequado para a criança ficar no celular e como evitar prejuízos ao desenvolvimento infantil. Existem ainda os casos em que o uso excessivo do aparelho pode aumentar as chances de problemas de vista e outras enfermidades em crianças e adolescentes.

De acordo com a médica Márcia Keiko Uyeno Tabuse, presidente do Departamento de Oftalmologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), nos últimos anos houve um aumento de 38% nos casos de crianças com até 10 anos diagnosticadas com miopia.

Para ela, é fundamental que os responsáveis fiquem atentos ao uso descontrolado de celulares, computadores e tablets no dia a dia. A especialista alerta que os aparelhos não devem ficar muito próximos aos olhos, pois quanto mais perto, maiores são os danos para a saúde ocular. 

Vale destacar que crianças com problemas de visão não diagnosticados adequadamente podem ter mais dificuldades na escola e nas atividades comuns da infância. 

“Da mesma forma que observamos um aumento da miopia, percebemos que crianças que permanecem muito tempo no computador em aulas online têm apresentado torcicolo ou posição de cabeça viciosa. O diagnóstico diferencial inclui alterações como ametropias (astigmatismo), desvio ocular intermitente, torção ocular, redução de campo visual ou até mesmo nistagmo (movimentos involuntários dos olhos)”, explica em entrevista ao jornal Guarulhos Hoje.


Como usar o celular de forma correta na infância?

Uma pesquisa divulgada, em 2020, pela empresa de segurança digital Kaspersky mostrou que 73% das crianças brasileiras ganham seu primeiro celular ou tablet antes de completar 10 anos. Além disso, 49% delas costumam usar um aparelho conectado à internet pela primeira vez antes de completar seis anos de idade. 

Esses dados mostram que a tecnologia é algo cada vez mais comum para a nova geração e por isso deve ser usada com sabedoria. Nesse contexto, algumas dicas básicas para orientar seu filho sobre o uso do celular incluem:


  • Limite de tempo

Estabeleça horários para a criança mexer no celular durante o dia e crie uma rotina para que ela possa fazer outras atividades, como ler livros, brincar com amigos, jogar, fazer as tarefas escolares e praticar exercícios. Para crianças de 2 a 5 anos de idade, por exemplo, o recomendado é de até uma hora por dia.


  • Nada de celular durante as refeições ou na hora de dormir

O uso do celular durante o horário do almoço ou jantar pode fazer com que a criança não se alimente corretamente, gerando perdas nutricionais a médio ou longo prazo. 

Quando os pequenos ficam muito tempo conectados com as telas durante as refeições, eles se distraem mais facilmente, não mantêm o foco na mastigação correta, não se atentam aos aspectos dos alimentos e ainda perdem a chance de interagir com a família.


  • Atenção à segurança das crianças no mundo digital

Os pais precisam ficar atentos ao uso de redes sociais por crianças para que elas não publiquem fotos sem autorização e evitem expor detalhes da rotina ou dados pessoais na rede. 

Também é preciso monitorar o acesso a conteúdo proibido para menores de 18 anos e orientar os pequenos sobre os perigos de conversar com estranhos pela internet. 

Os pais também devem alertar os filhos a respeito do cyberbullying para que eles tenham consciência do assunto e sobre o envio de mensagens ofensivas para outras pessoas na internet. 


  • Use o celular com bom senso ao lado do seu filho

Assim como as crianças não devem usar o celular de forma exagerada, os pais também precisam ter noção e dar bons exemplos aos pequenos dentro de casa. Sendo assim, evite passar muito tempo nas redes sociais ou na internet quando estiver com seus filhos. 

Procure reservar alguns momentos do dia para conversar com eles, interagir, brincar e dar a atenção que eles merecem. Nestas situações, deixe o celular de lado e priorize a criação de vínculos afetivos.


Quais atividades as crianças podem fazer no celular?

Como mencionamos acima, o uso da tecnologia trouxe grandes transformações e facilidades para toda a população e certamente será usada com cada vez mais frequência pelas gerações futuras. O ensino híbrido é um exemplo disso e já faz parte de muitas escolas particulares do Brasil. 

Isso quer dizer que o celular não precisa ser visto como um vilão. Muito pelo contrário! Sendo assim, que tal utilizá-lo para estimular o conhecimento e promover o desenvolvimento saudável das crianças? 

Algumas sugestões válidas para gerar mais eficiência ao uso do celular por crianças são:

  • Uso de aplicativos educacionais para ajudar as crianças nas matérias da escola;

  • Jogos online para estimular o raciocínio e outras habilidades das crianças;

  • Aplicativos para organização dos estudos;

  • Uso do celular para fazer chamadas de vídeos com amigos e familiares;

  • Aplicativos que ensinam inglês e outros idiomas;

  • Acesso a vídeos e séries educativas;

  • Participação em chats e fóruns sobre temas do universo infantil;

  • Interação com colegas da escola e professores;

Para ver outros conteúdos relacionados à educação de crianças e adolescentes, confira a lista completa de artigos produzidos pelo Melhor Escola.  

Aproveite também para navegar pelo site e conhecer as escolas parceiras da sua cidade com bolsas de estudos de até 80%.