Sítios arqueológicos no Brasil: conheça a riqueza histórica presentes nesses locais

Cavernas, fazendas coloniais e cidades perdidas na Amazônia. Os sítios arqueológicos são o lugar perfeito para viajar no tempo e descobrir como as sociedades antigas viviam.


Quando andamos pelas ruas e avenidas, vamos a praia e visitamos cidades, muitas vezes não paramos para pensar em como chegamos até aqui. Você já se perguntou como o mundo era antigamente? Quem vivia aqui antes de nós e o que faziam? Os sítios arqueológicos no Brasil podem ajudar a responder essa questão.
+ Maioria no ensino médio, as mulheres aumentam a presença na Ciência e Tecnologia


Viaje com a gente país a fora e aprenda o que é um sítio arqueológico, suas diferentes características e os principais sítios brasileiros. 


O que é um sítio arqueológico?

Denomina-se sítio arqueológico, toda área onde foram encontrados vestígios de ocupação humana que sejam relevantes para a compreensão da história da humanidade. Estes vestígios podem ser encontrados na superfície do solo de um quilombo abandonado, nas ruínas de uma igreja do século VXI ou até mesmo em uma praça antiga. 


Para ser determinado como um sítio arqueológico, o local precisa passar pela inspeção de um arqueólogo, uma espécie de detetive que coleta e estuda pistas e evidências que podem indicar a presença de atividade humana naquele recinto no passado. No Brasil, os sítios arqueológicos são considerados bens patrimoniais da União, de acordo com o Art. 20 da Constituição Federal, destruí-los é tido como crime. 


Quais vestígios podem ser encontrados nos sítios?

Existem diversas evidências que podem servir como pista para o arqueólogo desvendar o modo de viver de povos passados, sendo divididas em três categorias:

  • Artefatos: qualquer objeto feito ou modificado pelo homem, como vestimentas, instrumentos de trabalho e de caça, objetos pessoais como cerâmicas, vasos e brinquedos.

  • Estruturas: construções ou arquiteturas como cemitérios, abrigos, igrejas, taipas e depósitos de alimentos. 

  • Ecofatos e biofatos: vestígios do meio ambiente como restos de animais, sementes, plantas, pedras e conchas.

O contexto em que estes vestígios são encontrados podem ajudar a compreender e deduzir o que pode ter acontecido naquele local, naquele momento da história. 

Conheça os diferentes tipos de sítios arqueológicos no Brasil

Os sítios arqueológicos são muito conhecidos por contar, através de objetos, figuras, escrita e arquitetura os modos de vida, pensamentos, rituais e costumes de populações que nos antecederam. Alguns datam até da pré-história. Toda essa riqueza cultural revela informações e detalhes essenciais para compreender a evolução da humanidade e a história como um todo. 


Existem diversos tipos de sítios arqueológicos ao redor do mundo, como: pirâmides, cemitérios, montanhas, cavernas, fortes e aldeias indígenas. Na lista abaixo separamos os principais tipos de sítios arqueológicos que podem ser encontrados no Brasil. Veja a seguir:


Sítios abrigado

Como o próprio nome diz, os sítios abrigados são aqueles cobertos por estruturas naturais que os protejam da ação do sol e da chuva, como cavernas, grutas e paredões. Neles, é normal encontrar vestígios de pinturas e figuras rupestres.


Sítio a céu aberto

O Brasil conta com milhares de sítios a céu aberto. Oposto aos sítios abrigados, eles podem sofrer alterações de efeitos naturais necessitando, às vezes, de intervenções no solo para serem identificados. 


Sítio megalítico

Os sítios megalíticos é um tipo específico de sítio a céu aberto e possuem esse nome por apresentarem enormes blocos de rocha dispostos de maneira organizada. Muito famosos no hemisfério Norte, esse tipo de sítio são recentes no Brasil, como é o caso do Sítio Megalítico Rego Grande, localizado no Amapá. 


Sítio histórico

Esse tipo de sítio contempla todos os locais que são compostos por uma construção que tenha importância histórica e cultural relevante sobre as populações que ali viveram. Fortes, casarões, igrejas, aldeias, fazendas e quilombos são alguns exemplos de sítios arqueológicos históricos. 


Outros tipos de sítios arqueológicos como os sambaquis, casas subterrâneas, cerritos e geoglifos também podem ser encontrados em diferentes regiões do país.


Cinco sítios arqueológicos brasileiros que você precisa conhecer

Atualmente, o Brasil conta conta com mais de 24 mil sítios cadastrados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Ao todo, são 18 patrimônios arqueológicos tombados em todo o país, sendo 11 sítios e seis coleções arqueológicas preservadas em museus. Confira os cinco sítios brasileiros que são parada obrigatória para os amantes da história:


Parque Nacional Serra da Capivara

Localizado no Piauí, o Parque Nacional Serra da Capivara é a área com maior conjunto de sítios arqueológicos das Américas - são 130 mil hectares e mais de mil sítios, repleto de painéis de pinturas e gravuras rupestres. Sua importância história foi reconhecida pela Unesco em 1991, ano em que o parque passou a fazer parte da Lista do Patrimônio Mundial. Um dos sítios arqueológicos mais famosos do local é o Sítio Arqueológico Boqueirão da Pedra Furada. Nas paredes abrigadas, é possível ver dezenas de pinturas rupestres, datadas até 40 mil anos, um dos mais antigas do Brasil. 


Parque Arqueológico do Solstício - Calçoene

Engana-se quem pensa que os sítios megalíticos só existem no México ou na Inglaterra. Em meio a floresta amazônica está o Parque Arqueológico do Solstício. Localizado no Amapá, o parque abriga um sítio megalítico composto por 127 rochas dispostas em formato circular que tem entre 500 e 2 mil anos, aproximadamente.


Sítio Arqueológico Lajedo de Soledade

Localizado na Chapada do Apodi, no Rio Grande do Norte, o Sítio Arqueológico do Lajedo de Soledade é um verdadeiro museu marítimo. Há milhões de anos, a área foi coberta por um mar, que deu origem aos lindos conjuntos de rochas calcárias encontradas no parque. Fósseis de animais como ostras, bicho-preguiça e tatus gigantes da Era Glacial podem ser encontrados no sítio arqueológico, assim como diversas pinturas rupestres.


Parque Nacional do Catimbau

O Parque Nacional do Catimbau é o segundo maior parque arqueológico do Brasil, com mais de 42 sítios catalogados. A área apresenta diversos registros de pinturas rupestres e artefatos, além de possuir cerca de 28 cavernas-cemitério.A Pedra Furada é outra parada obrigatória para quem visita o parque. Acredita-se que, antigamente, o local era coberto pelo oceano e o furo se deu a partir da erosão causada pelo vento e a chuva.



Sítio Arqueológico Lapa do Santo

Lapa do Santo é dos sítios mais conhecidos do Brasil. Localizado no centro do estado de Minas Gerais, a área destaca-se pela presença de dezenas de esqueletos humanos com até 12 mil anos de idade que revelam como viviam os primeiros brasileiros.


Ficou curioso em conhecer os outros sítios brasileiros? No site da empresa Vale você pode fazer um tour 360º virtual em três sítios presentes no estado de Minas Gerais. 


Além de preservarem a história do nosso país, os sítios arqueológicos no Brasil são rodeados por cenários naturais incríveis. Seja a céu aberto ou nas cavernas e grutas, eles são uma ótima opção de passeios educativos para as crianças de todas as idades.


Leia também:
+ Confira a importância da feira de ciências na escola