Qual melhor horário para estudar para provas e concursos?

Conhecer o próprio ciclo biológico é a melhor maneira para descobrir o horário ideal para estudar


Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

Muitas pessoas que estudam para provas, ou mesmo concurso, não sabem

é qual o melhor horário para estudar. Surge a pergunta: é melhor estudar na parte da manhã ou da noite? Pensando nisso, o Melhor Escola consultou pesquisas e especialistas para descobrir qual é a melhor hora para estudar. Ao final, também listamos algumas dicas para estudar em diferentes horários.

Para saber mais sobre qual é a hora ideal de estudar, deve-se, antes, conhecer os ciclos circadianos, também chamados de ritmo circadiano. 


O que são ciclos circadianos e como eles influenciam seu aprendizado?

Resumidamente, pode-se dizer que o ciclo circadiano é o ciclo biológico de quase todos os seres vivos. É um ritmo do organismo que é influenciado pelas variações de luz, temperatura, marés e ventos, entre o dia e a noite.

Em outras palavras, ele é uma espécie de “relógio” interno que é influenciado pela luz solar e pelo sono. Ele também é responsável por determinar os níveis de energia do corpo durante o período de 24 horas, ou 1 dia.

Em uma pesquisa recente, o  presidente de ciência farmacológica e fisiológica de Sainte Louis University, Thomas Burris, Ph.D., relatou que:

“A desregulação do ritmo circadiano está associada a muitas doenças, incluindo a doença metabólica e desordens neuropsiquiátricas, incluindo o distúrbio bipolar, a ansiedade, a depressão, a esquizofrenia e os distúrbios do sono”.

Assim, esse é um fator biológico importante para todo ser humano. Além disso, os ciclos circadianos influenciam na qualidade do dia a dia de uma pessoa.

Já um um pesquisador de Howard Hughes Medical Institute, o Dr. Takahashi, descobriu que a regulação dos ciclos circadianos está intimamente ligada à temperatura corporal, de acordo com o pesquisador:

“Pequenas mudanças na temperatura corporal podem enviar um sinal poderoso para os relógios em nosso corpo […]. É preciso apenas uma pequena mudança na temperatura corporal interna para sincronizar os relógios presentes em todas as nossas células corpóreas”

Além disso, em uma pesquisa recente, pesquisadores descobriram que os ciclos circadianos podem influenciar a formação da memória. Ou seja, quem tem um ritmo organizado corretamente, também tem uma memória que funciona com mais qualidade, devido a uma série de neurotransmissores responsáveis por isso.

Os ciclos circadianos também são coordenados quase que exclusivamente pelo hipotálamo, uma região do cérebro que também é responsável pelas emoções. Portanto, ele está ligado às variações de humor que uma pessoa pode ter ao longo do dia. Segundo alguns estudos, isso está relacionado com os ciclos circadianos, que variam de pessoa para pessoa.


Então, pode-se dizer que os ciclos biológicos variam de pessoa para pessoa, assim como os níveis de energia. Ou seja, cada indivíduo tem a sua hora e o momento de pico de energia e, consequentemente, de produtividade, tanto em atividades físicas como em mentais. O que ajuda a responder uma pergunta frequente entre estudantes ou pessoas que querem aprimorar a memorização:

Qual é o melhor horário para treinar o cérebro?

 Duas pesquisadoras da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) fizeram um acompanhamento com diversos alunos de graduação para verificar a qualidade do estudo em relação aos ritmos biológicos de cada aluno.

De acordo com as pesquisadoras Milva Maria Figueiredo de Martino e Su Yan Ling:

“Uma vez que os ritmos biológicos são endógenos, não podem ser manipulados segundo a vontade do sujeito. Um aluno que estude em horários conflitantes com os seus ritmos biológicos terá um preço a pagar em termos de saúde, de qualidade de vida e de qualidade do seu desempenho estudantil”.

Essa pesquisa traçou os perfis circadiano de cada aluno e também estabeleceu qual é a relação entre ele e a qualidade de aprendizado dos estudos. Ao final, as pesquisadoras concordaram que as diferenças biológicas podem colaborar para a qualidade do aprendizado de cada um.

Cada pessoa tem um melhor horário para estudar

Então, não existe um horário definido para todos estudarem. Cada pessoa tem o seu horário, respeitá-lo contribui para ficar mais motivado para estudar, além de facilitar o aprendizado e a memorização. Bem, após saber disso, surge a pergunta: “como faço para descobrir qual é o melhor horário para eu estudar?”. 

A influência do perfil circadiano de cada um na hora de estudar

Atualmente, existe um padrão que ajuda a identificar cada tipo de indivíduo pelo “relógio” biológico, que está dividido basicamente entre os matutinos moderados ou extremos, os vespertinos moderados ou extremos, e os indiferentes.

Vamos entender cada um:

  • Indivíduos matutinos: preferem dormir cedo, em torno das 21k ou 22h, e também acordam cedo, em torno das 6h, sem dificuldades, tendo um bom desempenho tanto físico como mental na parte manhã.
  • Indivíduos vespertinos: preferem tanto dormir como acordar tarde - em torno da 1h da madruga e após às 10h, respectivamente. Apresentam mais disposição no período da tarde e no início da noite.

  • Indiferentes: são mais flexíveis, por isso, conseguem definir horários intermediários de acordo com as necessidades da rotina.

Esses perfis são os mais utilizados na hora de classificar um indivíduo em relação ao ciclo circadiano. Além das características citadas, há outras maneiras práticas e confiáveis de descobrir qual é o período do dia ideal para estudar.

Como encontrar o melhor horário para estudar?

Existem duas maneiras práticas para identificar qual é o horário de maior produtividade e, consequentemente, quais são as horas que devem ser dedicadas aos estudos.

1. Responder o questionário de matutinidade-vespertinidade

Esse é um questionário proposto por alguns pesquisadores quiseram identificar o ciclo circadiano dos indivíduos. Ao responder esse questionário você conseguirá saber qual o melhor horário para você estudar, ou seja, aquele momento onde sua energia e disposição estarão maiores para que você consiga aprender com eficácia.


2. Anotar seus níveis de energia na hora de estudar

Uma segunda forma de você descobrir qual o melhor horário de estudo é anotando os próprios níveis de energia durante os vários horários do dia. Depois de 15 dias observando essas energias, é possível identificar e estabelecer o melhor horário de estudo.

Anote em um pequeno diário como estava seu nível de energia em cada período. Após realizar essas anotações, verifique os horários que você teve mais disposição. Aproveite esses horários para se dedicar mais ainda aos estudos. Essas informações serão úteis para que você consiga criar um plano de estudos que realmente esteja de acordo com o seu “relógio” biológico, aumentando a qualidade e eficácia do aprendizado.

E quem trabalha, como faz? É bom estudar em horários diferentes?

Algumas pessoas que trabalham o fazem justamente durante os seus horários de maior produtividade, sendo impossível dedicar-se aos estudos. Quando isso ocorrer, o melhor a é ser feito é adaptar o “relógio” interno, isto é, organizar a rotina de modo que se tenha energia suficiente para estudar no horário disponível.

Considere uma pessoa que trabalha das 8h às 17h e ela descobriu que o seu horário de maior energia é na parte da manhã, quando acorda. Nesse caso, pode-se fazer o seguinte: dormir mais cedo na noite anterior para se dedicar aos estudos pela manhã, antes do trabalho. Além disso, o ideal é que se tenha uma rotina de estudos.


Qual é o melhor horário para estudar, de manhã ou de noite?

Dicas para estudar de manha

Para algumas pessoas, a parte da manhã é um dos melhores horários por diversos motivos. Um deles é que ao estudar no primeiro horário do dia, fica-se livre para resolver os problemas pendentes e seguir com a rotina.

A parte da manhã também é um dos horários em que, possivelmente, há menos distrações, afinal, é um horário no qual boa parte das pessoas está dormindo ou indo trabalhar.

Listamos, abaixo, algumas dicas de como aproveitar a manhã para estudar e aprender com eficácia.

  • Tome um bom café da manhã 

Para algumas pessoas, comer na parte da manhã um sacrifício, pois elas se sentem mal ao comer, porém é pior estudar de barriga vazia. Isso porque é importante começar o dia com energia, e uma alimentação saudável garante isso.

Além disso, quem come logo que acorda também garante um estoque de energia que será usada pelo cérebro ao longo do dia, o que é importante, já que estudar consome bastante energia cerebral.

  • Tome café, chá ou algo energizante

Há quem se sinta um pouco lento na parte da manhã. Para estes, é recomendado a ingestão de café ou chá. Para aqueles que não se sentem bem com essas bebidas, o suco verde é uma opção, já que ele também dá a energia necessária para começar o dia em alerta.

  • Deixe os materiais de estudo organizados na noite anterior

Para evitar perder tempo na parte da manhã deixe tudo pronto na noite anterior. Desse modo, é possível estudar de maneira rápida e prática. Além disso, se tudo ficar desorganizado, o seu cérebro poderá te sabotar, te levando a desistir de estudar.

Dicas para estudar a tarde 

O horário da tarde pode ser um dos que são mais complicados para estudar, pois neste período do dia há vários momentos propensos a distração, já que é quando a maioria das pessoas entram em contato, além de ser o horário para realizar diversas tarefas de uma rotina.

  • Evite comer comidas muito pesadas ou gordurosas no almoço 

Quem está realizando uma rotina de estudo e somente possui o horário da tarde para estudar, deve evitar almoços muito pesados, pois eles exigem uma digestão mais trabalhosa, o que causa sono, atrapalhando os estudos.

Por isso, tente ter uma rotina com almoços leves,. Se possível, procure uma nutricionista para te ajudar a organizar a sua rotina de almoços e cafés da manhã.

  • Tire um cochilo rápido

Várias pesquisas relatam o quanto um cochilo rápido pode te ajudar a manter o foco e a memorização. Tirar um cochilo de 30 minutos pode ser revigorante e te ajudará a manter a concentração durante o estudos, melhorando a qualidade do aprendizado.

  • Tome um banho gelado

Um banho gelado é uma ótima fonte de energia, pois ele desperta e deixa alerta. Como vivemos em um país tropical, as altas temperaturas podem dar sonolência e atrapalhar o rendimento nos estudos no período da tarde. Nesse contexto, um banho gelado pode ser de grande ajuda.

Dicas para estudar a noite

O período da noite é um dos preferidos de muitas pessoas. Primeiro, porque é o horário disponível para quem trabalha durante o dia; segundo, porque ele costuma ser mais fresco e silencioso. O problema de estudar a noite é que, dependendo da rotina, pode-se ficar cansado demais, prejudicando o estudo. Por isso, é importante seguir as dicas a seguir:

  • Evite comer algo pesado no jantar

Assim como no almoço, se algo muito pesado for ingerido no jantar, as chances de sentir sono e acabar ficando cansado para estudar são grandes. O ideal, a noite, é comer um lanche leve para conseguir ter energia e disposição para os estudos.

Mais uma vez, ressaltamos a importância de consultar uma nutricionista para que ela prepare uma rotina de alimentação balanceada e adequada para cada pessoa.

  • Comunique a todos que moram com você sobre a sua rotina de estudos

Em geral, a família ou os demais moradores costumam se encontrar em casa durante a noite. Então, é importante comunicar a todos sobre a rotina de estudos noturna, pedindo para não ser incomodado durante esse tempo.

  • Se estiver estressado, tome um banho quente

Algumas pessoas chegam em casa, com uma dose extra de estresse, devido ao trânsito ou um dia cheio no trabalho. Portanto, ao chegar, tome um banho quente, já que ele ajuda a relaxar e a acalmar, deixando a pessoa mais propensa a fazer um estudo tranquilo.

É bom estudar antes de dormir? E estudar de madrugada?

Estudar antes de dormir pode ser ótimo, desde que não seja logo antes, existindo tempo razoável para estudar. Além disso, também é importante reparar se a sonolência atrapalha a concentração.

Há estudantes que se perguntam se estudar de madrugada é bom. A resposta varia, já que ela depende do ciclo circadiano de cada um. Desde que não se estude com sono, não há qualquer problema. 

A única questão de estudar de madrugada é ter tempo para dormir o suficiente para repor a energia. Caso tenha esse tempo, então tudo bem; agora, se tiver que acordar cedo no outro dia, então não adiantará muito, além de que você estará prejudicando o aprendizado.


Use o ciclo circadiano para descobrir qual é o melhor horário para estudar

Bem, acredito que esse artigo deixou claro para você que não existe um período certo de estudo para todos. Cada pessoa tem o horário ou a hora do dia em que é mais produtivo e tem mais energia.

Se você mantiver o “relógio” biológico corretamente ajustado, mantendo uma rotina sadia de sono, alimentação e trabalho, com certeza terá um desempenho muito melhor no processo de aprendizado.

Por isso, lembre-se:

1. Descubra qual é o seu horário de estudo ideal, seja através do questionário de matutinidade-vespertinidade, seja através da anotação semanal.

2. Depois de descobrir qual é o melhor horário de estudo, estabeleça uma rotina de estudos que favoreça o aprendizado durante esse horário.

Leia mais:
+ Confira 10 dicas para estudar e aprender mais fácil
+ Como preparar e organizar o local de estudo ideal

Este texto é uma adaptação do artigo escrito pelo projeto Estudar e aprender, criado para ajudar pessoas que estão com dificuldades no aprendizado.