Qual é a idade para entrar na educação infantil?

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

A educação infantil é direcionada para crianças pequenas que nunca tiveram contato com a vida escolar. Dividida em diferentes grupos, ela engloba o berçário, a creche e as turmas da pré-escola. Porém, muitos pais não sabem em qual idade matricular os filhos no ensino infantil.

Até os quatro anos de idade, os pais não são obrigados a matricular os filhos na educação infantil. Mesmo assim, muitas escolas costumam abrir vagas todos os anos para as turmas de pré-escola. Embora seja facultativo, os pais acabam colocando os filhos no colégio antes dos quatro anos para que eles possam se desenvolver, ganhar autonomia e ter contato com outras crianças. 

Além disso, o período que os alunos passam na escolinha é uma oportunidade para os adultos trabalharem com mais calma. É também um momento favorável para os pais resolverem questões do dia a dia ou se dedicarem a outras atividades.

Quais são os grupos da educação infantil?

Para ficar mais claro, podemos entender os grupos da educação infantil com base nas seguintes faixas etárias:
Berçário: para crianças de 0 a 11 meses (Facultativo),
Grupo 1: para crianças de 1 ano (Facultativo),
Grupo 2: para crianças de 2 anos (Facultativo),
Grupo 3: para crianças de 3 anos (Facultativo),
Grupo 4: para crianças de 4 anos,
Grupo 5: para crianças de 5 anos.

O que as crianças aprendem na educação infantil?

Na educação infantil, as crianças aprendem por meio de músicas, formas, movimentos, texturas, gincanas, cores, brincadeiras, jogos e experimentação. As atividades lúdicas contribuem para tornar o aprendizado significativo e estimular a imaginação dos pequenos. 

Dessa maneira, os alunos conseguem ganhar novas habilidades, se comunicar melhor e se relacionar com os colegas. Outro ponto importante da educação infantil é o fato das crianças aprenderem a dividir, a ter mais tolerância e a desenvolver a inteligência emocional. 

De modo geral, as disciplinas trabalhadas pelos professores na educação infantil englobam aspectos relacionados a:

  • Linguagem oral e escrita,

  • Matemática,

  • Natureza e sociedade,

  • Musicalização,

  • Artes,

  • Educação Física/Movimento,

  • Teatro,

  • Psicomotricidade.


Vale destacar que as crianças do berçário, mesmo que sejam bebês, também são submetidas a atividades voltadas para o desenvolvimento infantil. O trabalho dos professores não se limita apenas a cuidar, limpar e alimentar os pequenos. 

Nessa fase, é essencial que as instituições de ensino promovam o desenvolvimento físico, cognitivo, social e afetivo do bebê. É função da equipe pedagógica da creche estimular a interação e autonomia dos alunos por meio de brincadeiras.

Qual é a importância da educação infantil para as crianças?

A Base Nacional Comum Curricular (BNNC) estabelece 6 direitos básicos de aprendizagem na educação infantil. São eles: conviver, brincar, participar, explorar, expressar e conhecer-se. 

Nesse contexto, o documento deixa claro que a educação é um direito das crianças, sendo dever o Estado disponibilizar espaços e profissionais adequados para atender a esse público adequadamente. 

Por outro lado, os pais com condições financeiras mais favoráveis acabam optando pelas escolas privadas para que os filhos tenham acesso a escolas com mais estruturas. Há ainda casos em que os colégios e creches oferecem bolsas de estudo ou desconto para manter as turmas cheias.

Leia também:
Veja como conseguir bolsas de estudos com o Melhor Escola

Independentemente da escola, é essencial que os alunos “aprendam em situações nas quais possam desempenhar um papel ativo em ambientes que as convidem a vivenciar desafios e a sentirem-se provocadas a resolvê-los, nas quais possam construir significados sobre si, os outros e o mundo social e natural”, determina a BNCC.