Ensino Básico e mercado de trabalho: veja como uma empresa júnior faz a ponte entre os dois

Ensino Básico e mercado de trabalho: veja como uma empresa júnior faz a ponte entre os dois


Em Campinas, escola desenvolve projeto que faz a inserção de alunos no mercado de trabalho


Você sabe o que é uma empresa júnior? Uma empresa júnior não tem fins lucrativos e é criada com finalidade educacional, realizando  serviços e projetos que contribuem tanto na formação acadêmica quanto profissional dos alunos.

Embora mais popular no Ensino Superior, as empresas juniores vêm ganhando espaço também no meio de ensino técnico.


+ FAQ Melhor Escola
+ Listas de material escolar: veja dicas para economizar na compra


Como funciona uma empresa júnior?

Uma empresa júnior pode ter diferentes funções, segmentos e objetivos, que variam de acordo com a instituição de ensino e com o curso ofertado.

Em comum, elas têm o objetivo de complementar a formação profissional do estudante. Além do conhecimento teórico aprendido na sala de aula, o aluno tem a oportunidade de aplicar o que foi ensinado, adquirindo experiência.

Por isso, ela é procurada por estudantes e é valorizada por recrutadores das empresas. Pois os seus membros possuem repertório e experiência, que são duas características de profissionais qualificados.


Empresa júnior na Educação Básica

O Colégio Politécnico Bento Quirino, localizado na cidade de Campinas, interior de São Paulo, criou no ano de 2018 a Agência Júnior Bento Quirino.

A agência é responsável pelo marketing do colégio e dispõe de uma equipe formada pelo coordenador geral, dois alunos do Curso Técnico em Publicidade e um ex-aluno, que foi efetivado para o cargo de designer gráfico.

Os estudantes passaram por um processo seletivo para participar da agência e, dentro dela, têm a oportunidade de se prepararem para o mercado de trabalho. Francisco, estudante de publicidade no Colégio, afirma:

“Estar na agência me ajuda porque saio com uma vantagem, além do curso técnico que vai me ajudar a conseguir um emprego, tenho a experiência de já ter trabalhado aqui”.

O ex-aluno do curso técnico em publicidade, Eduardo, conta que deseja seguir estudando na área. Segundo Eduardo, o curso foi muito importante para isso: “me senti confiante para fazer uma faculdade”.


Ensino técnico e empresa júnior: uma soma que dá certo

O Curso Técnico é uma oportunidade de ter uma educação profissionalizante. Geralmente, o Curso Técnico tem diálogo com o nível superior, podendo o aluno continuar a formação na área, caso tenha interesse.

Além disso, ele costuma ter foco na prática profissional, formando estudantes que tenham experiência. Então, como a empresa júnior complementa essa formação?

Uma das maiores dificuldades das pessoas recém-formadas é encontrar um lugar no mercado de trabalho. A empresa júnior permite que o estudante adquira experiência durante o andamento do curso.

A empresa júnior, como o nome sugere, funciona com uma lógica parecida com a de empresas, de modo que o estudante, além da prática adquirida com o curso técnico, também passa a ter experiência de trabalhar no mercado de trabalho, pois ele tem que atender demandas de clientes reais.

Desse modo, ela complementa a formação técnica do aluno e dá oportunidade dele conseguir uma boa vaga no mercado de trabalho, futuramente.


Veja também
+ Curso Técnico junto com o Ensino Médio: veja como funciona
+ Sem taxas escondidas: veja as vantagens das bolsas do Melhor Escola