Confira 6 dicas para fazer uma adaptação escolar tranquila

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

O período de adaptação escolar é importante porque ele é o tempo necessário para que vínculos afetivos sejam criados entre o aluno e o novo ambiente, as professoras e os colegas da classe. Nesse momento, a criança deve se acostumar com a rotina. Depois de estar adaptada é que ela se sentirá segura e tranquila na escola.


Temos que pensar que as crianças, assim como os adultos, precisam de tempo para se adaptar a uma nova realidade. Só que no caso dos pequenos, nem sempre eles conseguem vocalizar a insegurança ou o medo. Por isso é importante a creche ou o colégio elaborarem um período de adaptação em que, sem muitas regras definidas, a criança possa se habituar ao novo contexto e lugar. 


Adaptação escolar: o que é?

Em resumo, é a fase de adaptação da criança à escola. Quando elas são mais novas, este é, muitas vezes, o período de se acostumar com a primeira separação dos pais. Por isso, algumas creches estabelecem que os responsáveis podem visitar os pequenos a qualquer momento do período escolar, sem precisar avisar a coordenação com antecedência.


Nesse período, algumas crianças apresentam mudanças de hábitos, como dificuldade para dormir, irritação ou alteração de humor. É importante saber, porém, que com o tempo os pequenos se sentirão felizes e terão vontade de ir para a escola, seja para experimentar algum material novo, seja para ver um novo amigo ou mesmo para participar de alguma brincadeira. Leia também:
+ Como escolher uma escola de Ensino Infanitl
+ Puericultura na educação infantil: a atenção integral à saúde da criança na escola


Veja 6 dicas para fazer uma adaptação escolar tranquila


  1. Evite mudanças repentinas

A adaptação escolar não é uma surpresa para os adultos, então, ela não precisa ser também para a criança. Converse com ela antes, faça o caminho juntos antes das aulas começarem, aproveite para conversar sobre a cidade, a história dos prédios no caminho, entre outros assuntos que envolvam a rotina futura.


Se possível, mostre fotografias do prédio da escola e da sala de aula, apresente também o uniforme escolar e diga para a criança o quão importante e especial será a escola na vida dela.


  1. Monte uma rotina

As alterações de rotina costumam afetar muito as crianças, principalmente se elas forem mais novas. Isso porque os hábitos proporcionam segurança para os pequenos, então, se possível, introduza a creche ou a escola sem alterar o restante da rotina da tarde e da noite da criança.


Se mudanças forem necessárias, o ideal é fazê-las aos poucos. As crianças mais velhas já precisam ser envolvidas nos processos de mudança, neste caso, uma dica é fazer ela arrumar a mochila, preparar o material, separar o uniforme, enfim, realizar atividades que a envolvam com o universo escolar.


É importante lembrar que, nesse processo, a participação dos responsáveis é importante porque passa cuidado e inspira confiança nos pequenos.


  1. Elabore o momento de despedida

Quem disse que a hora de dar “tchau” precisa ser triste e ter choro? O momento da despedida é um dos mais importantes no processo de adaptação escolar. Então, mostre para a criança que este não é um momento de despedida, de deixar algo para trás, mas é uma oportunidade de encontrar novos amigos e ambientes.


Mostre confiança na escola, nos professores e faça com que a ida ao colégio ou à creche seja um momento de felicidade e novidades positivas.


  1. Demonstre interesse e passe segurança
    Faça perguntas variadas sobre a creche e a rotina escolar da criança. Saia do “como foi na escola hoje?”. Pergunte sobre temas que a criança se animou ao responder. Além disso, preste atenção nas respostas que forem evasivas ou desanimadas, pois nelas é que podem estar sinais de eventuais problemas no ambiente ou na convivência escolar.


  1. Ouça a criança

O importante é conversar com a criança disposto a conhecer os seus medos, as suas fragilidades, sem diminuí-las ou desmerecê-los. Dê espaço para que ela se abra, diga o que está sentindo.

Se houver reclamações sobre ter que ir para a escola ou sobre a nova rotina, explique e fortaleça os pontos positivos dessa experiência,  como o amadurecimento, a possibilidade de conhecer novos amigos e praticar novas atividades.


A relação de diálogo não é construída de um dia para o outro, mas é importante haver uma aproximação no momento de transição. Por fim, mantenha a confiança da criança em você. Não conte mentiras como “eu já volto para te buscar”, pois elas criam expectativas que não vão se cumprir, gerando frustração e irritação no pequeno, além de quebra de confiança.


  1. Faça associações positivas com a escola
    A relação das crianças com a escola costuma ser mais tranquila quando elas são mais novas. Isso porque experiências diversas vão minando, aos poucos, essa boa relação. Exemplos pequenos, que passam despercebidos, influenciam na percepção dela sobre o colégio.

    A associação entre acordar cedo e castigo, por exemplo, pode reforçar a ideia de que ir para a escola é uma espécie de punição, ao menos quando as aulas são no período da manhã, o que exige que o aluno acorde cedo. Desse modo, é importante criar associações positivas com o ambiente escolar, reforçando a ideia de que ir para a escola é abrir- se para um mundo de oportunidades presentes e futuras.



+ Parceria escola e família: entenda como ela interfere no desenvolvimento infantil
+ A importância da interação social na educação infantil


Como encontrar creches e escolas com boa adaptação escolar?

Como vimos, a adaptação escolar é uma fase importante na para as crianças. Por isso, é preciso encontrar creches e escolas que promovam uma boa adaptação, respeitando as vivências e as necessidades dos estudantes.


O site do Melhor Escola, plataforma especializada em educação básica, fornece informações e depoimentos de quase todas as escolas do país. Para saber como é o período de adaptação em uma instituição de ensino, acesse a plataforma e confira as avaliações!