Menu fechado

Como usar a tecnologia na educação infantil

Tecnologia na educação infantil

Utilizar tecnologia na educação infantil é indiscutivelmente necessário. Sabemos que as crianças têm uma relação cada vez mais próxima com os aparelhos tecnológicos. Por isso, é extremamente importante que a educação infantil trate desse assunto e trabalhe em sala de aula os benefícios que os recursos podem oferecer. O professor da educação infantil tem a missão de ensinar os pequenos, desde cedo, a como fazer um uso consciente da tecnologia. Somente assim eles poderão crescer sabendo discernir o que é confiável na internet e que um trabalho não deve ser copiado integralmente de um site de busca.

Leia também:

+Educação 4.0: uma nova forma de aprender

Tecnologia e a BNCC

Há algum tempo, parecia absurdo falar que as crianças aprendem a mexer no celular antes de aprenderem a ler e escrever. Hoje, precisamos encarar essa frase com total seriedade, pois estamos tratando de uma realidade. A nova geração de crianças e jovens têm uma relação íntima com o mundo da tecnologia. Por isso, as novas abordagens pedagógicas colocam esse universo digital como parte importante da construção da aprendizagem. Nesse sentido, não é surpresa a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) mencionar a tecnologia e a digitalização em duas de suas competências gerais. 

COMPETÊNCIA 4 – Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

COMPETÊNCIA 5 – Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

No trecho específico da Educação Infantil, a tecnologia aparece como um direito de aprendizagem e desenvolvimento da criança. 

Explorar movimentos, gestos, sons, formas, texturas, cores, palavras, emoções, transformações, relacionamentos, histórias, objetos, elementos da natureza, na escola e fora dela, ampliando seus saberes sobre a cultura, em suas diversas modalidades: as artes, a escrita, a ciência e a tecnologia.

Lidando com a tecnologia na educação infantil 

À primeira vista, a BNCC nos mostra que a tecnologia é fundamental para o processo educativo. O que nos resta saber então é como usá-la da melhor maneira. Na educação infantil, todos os momentos que a criança permanece na escola devem ser utilizados para a aprendizagem. A rotina proposta para a criança tem como objetivo aproximar o ambiente escolar do ambiente familiar. Portanto, a rotina na escola deve incluir o uso de equipamentos que ela também utiliza em sua casa, como televisão, computador, rádio e tablet.

Se por um lado esses aparelhos são usados para descontração quando a criança está em casa, ela pode experimentar na escola uma segunda utilidade para eles. Dentro da sala de aula, a tecnologia não representa apenas um recurso de descontração, ela também é uma maneira divertida e diferente de aprender.

Sabemos que muitas vezes a sala de aula pode se tornar um ambiente cansativo e as crianças naturalmente acabam se dispersando. Ao incluir um vídeo, uma música ou até mesmo um jogo educativo, o professor ganha um novo momento de total atenção dos pequenos. 

Leia também:

+ Capacitação continuada de professores: como fazer

Tecnologia nas práticas pedagógica da educação infantil

Ao adotar práticas tecnológicas na sala de aula, o professores também passa a orientar os pequenos sobre o uso consciente da tecnologia. Nesse aspecto, elas precisam compreender desde cedo quais são as implicações do uso da tecnologia no seu processo de aprendizagem, em suas vidas fora da escola e na noção de coletividade. Sob o mesmo ponto de vista, as crianças devem ser orientadas sobre o tempo que passam na frente dos aparelhos eletrônicos. Isso fornece a elas a noção de que existe um momento para o lazer e outro para o aprender.

Na primeira infância, as crianças estão mais suscetíveis ao novo, curiosas por descobrimento e aceitam com mais facilidade a solução de desafios. O processo de formação da criança acontece por meio de múltiplas dimensões e a tecnologia pode ser bastante explorada nesse sentido, estimulando o desenvolvimento motor, cognitivo, intelectual, social e psicológico das crianças.

Além disso, utilizar a tecnologia nas práticas pedagógicas aproxima o professor do aluno, que tem a chance de assumir uma posição mais protagonista dentro do seu processo de aprendizagem. Da mesma forma, as crianças também desenvolvem sua autonomia, senso crítico e engajamento nas atividades propostas em sala de aula. Separamos abaixo algumas formas de incluir a tecnologia na educação infantil.

YouTube

O YouTube possui uma série canais educativos voltados para as crianças. O vídeos vão desde canções de roda, a contação de histórias e desenhos animados. A utilização do conteúdo áudio-visual deve sempre estar alinhada com a cultura e a visão da escola.

Além de usar a plataforma para consumo do conteúdo já postado por outros usuários, a escola pode desenvolver um grande projeto de final de semestre. As professoras podem criar curtas-metragens com os alunos do educação infantil, por exemplo. Os personagens podem ser bonecos feitos de massinha ou reciclagem. Pequenos vídeos também podem ser montados com fotos tiradas pelas crianças. Projetos podem despertar interesses artísticos a serem desenvolvidos ao longo da vida dos estudantes.

Plataformas online

Muitos materiais didáticos já oferecem conteúdo adicional em formato digital. Essa plataforma também é conhecida como AVA (ambiente virtual de aprendizagem), bastante utilizado no ensino superior realizado na modalidade a distancia. A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) certamente forçou a adoção integral da tecnologia na educação infantil, mudando a percepção de muitos pais e professores.

Games 

 Já faz algum tempo que as empresas vêm desenvolvendo jogos virtuais educativos. Eles são um ótimo incentivo para a criança aprender brincando. Além dos jogos de computador, aplicativos para celulares e tablets também são bastante populares e gratuitos.

Nesse aspecto, quando falamos sobre jogos, é ainda mais importante ensinar a criança sobre o tempo que ela passa na frente dos aparelhos. Dentro de casa e na escola, deve existir um combinado entre o adulto e a criança sobre o tempo que ela pode usar usando tecnologia. Ao estabelecer uma rotina, o tempo de tela deve ser balanceado com atividades ao ar livre, jogos em família, brincadeiras manuais que incentivam a imaginação, esportes, e etc. 

E-book educação do futuro
Publicado em:Tecnologia
Post relacionado
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *