Transferência escolar: como ajudar seu filho na adaptação!

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

Transferência escolar é um processo que exige adaptação e paciência para evitar traumas à criança. Muitas vezes, os alunos precisam trocar de escola por conta de mudança de cidade, de série ou simplesmente por decisão dos responsáveis.

Leia também:
Veja como conseguir bolsas de estudos com o Melhor Escola
Existem, ainda, as situações em que os estudantes são beneficiados com bolsas de estudos para ingressar em uma nova instituição de ensino. Seja qual for o motivo da transferência escolar, os pais devem lidar com a situação de forma transparente. Ou seja, é importante conversar com a criança sobre a mudança e transmitir segurança.

Nem sempre o processo de adaptação escolar é fácil, podendo gerar desafios para toda a família. Algumas crianças conseguem aceitar a nova rotina com facilidade, mas há casos em que os pais percebem mudanças significativas no comportamento dos pequenos. 

Como ajudar o filho na adaptação escolar?

Geralmente, as dificuldades ao mudar de escola acontecem por timidez, ansiedade, saudade dos antigos colegas e professores, entre outros fatores. Nesse contexto, é fundamental que os responsáveis conheçam as metodologias de ensino aplicadas pelos professores para não gerar prejuízos ao rendimento escolar.

Outra dica que ajuda na adaptação escolar na educação infantil é levar a criança para conhecer a estrutura do local antes do início das aulas. Dessa forma, ela não será pega de surpresa e terá noção do que está por vir. Também vale a pena acessar as redes sociais e o site da escola para mostrar fotos das atividades ao seu filho. 

Se nos primeiros dias, o aluno demonstrar insegurança, apatia ou ter crises de choro, é fundamental oferecer apoio e carinho. Uma boa sugestão é conversar com a equipe pedagógica para buscar orientação. Além disso, o responsável pode ficar algum tempo com a criança na escola até que ela se sinta mais ambientada. 

Em todos os casos, não deixe seu filho sem se despedir, não grite com ele e não faça ameaças. O momento da entrada na nova escola deve ser marcado por acolhimento e afeto, dois fatores essenciais para o desenvolvimento socioemocional da criança.

Recentemente, o Melhor Escola produziu um artigo com dicas de como ter conversas difíceis com seu filho. Vale a pena conferir o conteúdo para agir corretamente ao mudar a criança de escola. 

Quando e como fazer a transferência escolar?

A transferência escolar da criança envolve procedimentos burocráticos, como o envio de documentos, preenchimento de fichas e matrícula. Mas, também é uma decisão que exige pesquisa, sabedoria e muito diálogo em família. 

Segundo professores e diretores, a melhor época para providenciar a mudança de escola é na transição de um ano letivo para o outro. Assim, a criança já terá encerrado um ciclo e terá o período de férias para se preparar psicologicamente para a nova rotina. 

No entanto, isso não é uma regra e a transferência também pode acontecer já no andamento das aulas. Especialmente nesses casos, os pais precisam redobrar a atenção com a criança e fortalecer a parceria com o novo colégio. 

A seguir, listamos cinco dicas para que a transferência escolar seja benéfica e não atrapalhe o rendimento do seu filho nos estudos:

  1. Tenha um espaço organizado para a criança estudar em casa e revisar as matérias das aulas. 

  2. Ofereça ajuda ao seu filho nos deveres de casa, principalmente nos assuntos que ele mais tiver dificuldade.

  3. Converse com seu filho todos os dias sobre os acontecimentos da escola e ouça a opinião dele sobre professores e novos colegas.

  4. Incentive seu filho a fazer novas amizades e mostre a ele a importância de comunicar.

  5. Se possível, converse com outros pais para facilitar o contato entre as crianças da mesma escola nos fins de semana ou nos feriados.

    Leia também: + Escola Games: aprendizado e diversão para seu filho + Dinheiro extra: 4 ideias de como economizar!