O que é o TDAH infantil?

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

O Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é uma doença crônica neurobiológica, de causas genéticas, que geralmente começa a dar sinais ainda na infância e pode acompanhar a pessoa durante toda a fase adulta. Alguns especialistas também chamam o TDAH infantil de ‘Distúrbio do Déficit de Atenção’.

De forma geral, os sintomas mais comuns deste tipo de transtorno costumam ser falta de atenção, inquietude, hiperatividade e impulsividade em excesso por parte da criança. Com o crescimento do indivíduo e a evolução do quadro, é comum que a pessoa enfrente situações de dificuldade de memória ou comportamento agitado, sendo facilmente classificada como 'descuidada', 'esquecida' ou 'estabanada'.

+ Encontre bolsas de estudo de até 80% de desconto

Nesse contexto, é fundamental que pais e professores deem total atenção ao tema para que possam oferecer o suporte necessário às crianças diagnosticadas com TDAH infantil. Afinal, é durante a fase escolar que o transtorno começa a ficar mais evidente, causando uma série de dificuldades para o aluno se desenvolver adequadamente dentro da sala de aula.

Vale destacar que os sintomas do TDAH, quando não tratados adequadamente, geram prejuízos ao rendimento escolar e podem afetar o relacionamento das crianças com outros colegas e até mesmo com a família. Em algumas situações, é possível perceber dificuldades na fala, baixa autoestima, prejuízos na capacidade intelectual, ansiedade, entre outros fatores.

Quais são os sintomas de TDAH infantil?

De acordo com a Associação Brasileira do Déficit de Atenção, o TDAH está presente em até 8% da população infantil no país e no mundo todo.

Como vimos acima, o esquecimento constante, a dificuldade de atenção e a agitação são características comuns entre os alunos com o problema.

No entanto, é importante ressaltar que somente um médico especializado pode dar um diagnóstico preciso de TDAH infantil e indicar o melhor tratamento para a criança ou adolescente. Embora o transtorno não tenha cura, a medicina oferece inúmeras alternativas para reduzir os sintomas e melhorar a qualidade de vida das crianças, garantindo que elas tenham um crescimento saudável. 

Geralmente, o tratamento indicado por psiquiatras para o TDAH infantil inclui:

  • Uso de medicamentos;

  • Psicoterapia;

  • Fonoaudiologia;

  • Assistência pedagógica ;

  • Mudanças no estilo de vida ;

O acompanhamento dos pais, dos professores e a aplicação de técnicas específicas também contribuem para que a criança possa evoluir de forma positiva. 

De qualquer maneira, a equipe escolar e os responsáveis devem sempre observar alguns sinais no dia a dia para evitar que o transtorno prejudique o desenvolvimento infantil ao longo dos anos.

Confira abaixo 15 características que envolvem o TDAH em adultos, adolescentes e crianças:

  1. Agitação constante em casa ou na sala de aula;

  2. Dificuldade em ficar parado em atividades longas;

  3. Não conseguir ficar sentado na sala de aula;

  4. Falta de atenção a detalhes e tarefas escolares;

  5. Dificuldade em escutar as orientações do professor;

  6. Não conseguir concluir tarefas sozinho;

  7. Dificuldade em se organizar;

  8. Facilidade em perder objetos, prazos e outras coisas;

  9. Facilidade em se distrair com estímulos externos;

  10. Não consegue brincar calmamente;

  11. Gosta de subir e correr a todo tempo;

  12. Impulsividade e momentos de explosão com os colegas;

  13. Dificuldade em esperar a sua vez de falar;

  14. Tem o hábito de interromper os outros;

  15. Dificuldade em lidar com frustrações.

Como ajudar a criança com TDAH infantil?

Os medicamentos indicados pelo médico vão contribuir para que a criança controle a hiperatividade e impulsividade no dia a dia. Além disso, alguns remédios específicos, como a Ritalina, costumam ajudar na capacidade de concentração dos pacientes. 

Por outro lado, o auxílio psicológico tem fundamental importância para auxiliar a criança com seus sentimentos, atitudes e com as habilidades socioemocionais.

Cabe destacar que mudanças na alimentação, redução no uso de cafeína ou produtos industrializados, medicação, aulas de música e a prática de atividade física também são grandes aliados no combate aos sintomas do TDAH na infância.

No ambiente escolar, os professores devem procurar deixar o aluno nas primeiras fileiras para evitar distrações durante a aula. Outra recomendação é incentivar trabalhos em grupos e a interação do estudante com outros colegas. 

Os docentes devem, ainda, manter um diálogo constante com os responsáveis e com a coordenação da escola com o intuito de observar a evolução da criança no decorrer do ano.

Projeto de lei prevê tratamento a alunos com TDAH 

Em novembro de 2021, o Senado aprovou um projeto de lei que obriga o poder público a oferecer um programa de diagnóstico e tratamento precoce a alunos da educação básica diagnosticados com dislexia, Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) ou qualquer outro transtorno de aprendizagem. A novidade poderá beneficiar, sobretudo, os estudantes de baixa renda e os pais na busca por informações.

Se aprovado pela presidência, o tratamento oferecido aos alunos englobará a identificação precoce do transtorno, encaminhamento para diagnóstico com profissionais de saúde, apoio educacional na rede de ensino e apoio terapêutico especializado.

O projeto também prevê capacitação para professores da educação básica para que eles consigam identificar os primeiros sinais relacionados aos transtornos de aprendizagem ou ao TDAH nos alunos.

Encontre bolsas de estudos para o seu filho no Melhor Escola!

Se você gostou desse conteúdo sobre TDAH infantil, veja os outros artigos do Melhor Escola e mantenha-se atualizado sobre temas relacionados a educação e desenvolvimento infantil. Aproveite para navegar em nosso site e pesquisar as escolas da sua cidade com bolsas de estudo para o seu filho.