Menu fechado

Cuidados com a saúde emocional do gestor escolar

saúde emocional do gestor escolar

Cuidar da saúde emocional do gestor escolar é tão importante quanto zelar pela sua instituição de ensino. A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) trouxe inúmeros desafios para todos. Se de um lado os professores e coordenadores pedagógicos têm se desdobrado para entender a lógica do ensino a distância, do outro o gestor escolar tem trabalhado para garantir uma base sólida à comunidade escolar. Estresse, ansiedade, preocupação, medo, insegurança e depressão são alguns sintomas causados pela recente crise. Mas como lidar com todos esse acontecimentos? 

Leia também: 

+ Os alunos estão aprendendo com as aulas online?

Durante crises econômicas, é natural que trabalhadores e empreendedores temem por sua situação financeira. Para os donos de empresa, a preocupação passa pelo cumprimento de compromissos com fornecedores e funcionários, pela sustentabilidade do negócio a longo prazo e até mesmo pela a manutenção da sua economia com pessoa física. 

No caso específico do atual momento, a crise econômica é decorrente de um crise sanitária, visto que a pandemia alterou completamente nosso modo de viver. Para o gestor escolar, a sobrecarga emocional também vem da preocupação com as crianças, os jovens e suas famílias. Isolados em casa, como fazer a escola chegar até os estudantes? Quais serão as definições para esse ano letivo? É seguro reabrir a escola? Como manter os salários dos professores em dia? Quais dificuldades minha comunidade escolar tem enfrentado e como posso ajudá-la? 

Inúmeras questões pairam os pensamentos do gestor escolar que, como líder da sua instituição, trabalha incessantemente para encontrar as melhores soluções para os problemas. Nesse sentido, com os níveis de estresse elevados, é comum que nos esqueçamos dos cuidados emocionais e do quão importante é se manter saudável também nessa área. Mesmo em meio às incertezas, é possível lidar com todas essas emoções. Veja como.

Clube dos Diretores

1- Separar a pessoa física da pessoa jurídica

De acordo com a economista Josi Gomes, um passo importante para a gestão escolar é separar a pessoa física da pessoa jurídica. Isso não apenas para enfrentar crises, como também para garantir a saúde financeira da empresa. Segundo a especialista, é comum que donos de empresa, em geral, acabem misturando as duas administrações. Entretanto, é fundamental que se faça a separação da contabilidade para se tenha um controle mais rigoroso dos aspectos que afetam cada umas das pessoas, jurídica e física.

Essa organização garante mais assertividade para a tomada de decisões, clareza para visualização dos cenários e perspectivas realistas para enxergar o futuro. 

2- Conhecer suas emoções para aprender a controlá-las

A prática da auto reflexão é um excelente ponto de partida para adquirir a chamada inteligência emocional. O termo foi amplamente difundido pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman e se refere a capacidade de cada indivíduo para administrar as próprias emoções e entender as dos outros. Uma vez que sentimentos são conhecidos, é possível aprender a controlá-los para usá-los de forma positiva.

O autoconhecimento é capaz de fornecer recursos para que cada um de nós reconheça nosso padrões padrões comportamentais, bem como os gatilhos para cada sentimento. Para isso, é importante reservar momentos de cuidado pessoal e  individual, como meditação, oração ou qualquer outra prática cuja concentração seja em si mesmo. Nesse tempo, é importante buscar e refletir as razões que desencadearam certas reações, se determinados sentimentos são recorrentes e como é possível ter mais controle sobre as emoções.

3- Contar com a ajuda dos funcionários

Quem nunca ouviu a expressão “abraçar o mundo com as pernas“? Assumir responsabilidades de outros setores ou não delegar funções acaba sendo mais contraproducente do que produtivo. Portanto, contar com a ajuda de todas as áreas da escola é fundamento para o desenvolvimento de uma boa gestão. Acreditar no potencial dos funcionários significa confiar nas engrenagens que fazer o seu motor funcionar. 

4- Manter uma rotina

Organizar a vida pessoal e profissional é outra maneira cuidar da saúde emocional do gestor escolar. A rotina deve ser aplicada para alimentação, planejamento dos dias de trabalho, das atividades a serem desenvolvidas no final de semana. Esse tipo de planejamento diminui a  ansiedade, contribui para a otimização do tempo e ainda ajuda na administração de imprevistos. 

5- Valorizar os momentos de descanso

Os momentos de descanso são tão importantes quanto os momentos de trabalho. Descansar e reservar um tempo para si mesmo evitam o esgotamento mental, além de permitir que outras áreas do cérebro seja estimuladas. Além disso, ter uma boa noite de sono e seguir horários regulares para acordar e ir dormir são fundamentais para o equilíbrio químico do cérebro.

Publicado em:Gestão e finanças
Post relacionado
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *