Escola ou pais: quem deve educar os filhos?

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

Educar uma criança não é uma tarefa fácil. Afinal, exige dos pais, ou responsáveis, muita responsabilidade, amor e atenção durante longos anos. Os desafios da educação para as famílias são variados e envolvem as particularidades de cada etapa do crescimento, passando pelos primeiros passos, o início da vida escolar e até mesmo as descobertas da adolescência. 

Veja também: |+ Faça parte de uma comunidade exclusiva para mães comprometidas com a educação dos filhos.

Sendo assim, é essencial que os pais se dediquem e conduzam a educação das crianças com bastante respeito, cuidado e carinho. Também é importante ter em mente que o processo educacional das crianças requer paciência e muito diálogo.

Outro ponto a ser lembrado é que educar uma criança não se resume a ensinar o que é certo ou errado, muito menos oferecer os melhores brinquedos ou fazer todas as vontades dos pequenos. Os responsáveis têm o dever de assistir, criar e educar os pequenos da melhor forma possível. E isso deve ser feito por meio do afeto e da transmissão de valores.

Qual papel dos pais na educação dos filhos?

Vivemos atualmente em uma sociedade cada vez mais ocupada na qual a estrutura familiar passou por mudanças significativas nas últimas décadas. É comum, por exemplo, ver mães que criam seus filhos sozinhos, irmãos que moram em casas separadas ou pais que dividem a guarda dos filhos de forma compartilhada.

Por conta dessas mudanças na sociedade, temos também as crianças que precisam passar boa parte do dia nas escolas em tempo integral ou sob os cuidados de babás. Seja qual for a situação, a educação da criança deve ser feita em conjunto, passando pelo convívio familiar, pelo vínculo com professores e pelos aprendizados na escola. 

Como educar uma criança corretamente? 

É importante que os pais observem o comportamento dos filhos, saibam ouvir e evitem deixar os pequenos reféns da tecnologia. Isso porque o uso exagerado de celulares e smartphones pode prejudicar o desenvolvimento infantil e o convívio social das crianças. 

Na visão da escritora Angela Abdo, que tem diversos livros publicados sobre o assunto, pais e mães devem ter equilíbrio na criação dos pequenos. Ou seja, é fundamental estabelecer limites e ter firmeza, mas sem esquecer do lado afetivo na educação das crianças. 

"Uma dificuldade da educação atual é que os pais querem ser amigos dos filhos, o que é bom, desde que não tenham medo de serem pais como é seu dever. Ou passam a ser escravos, fazendo pelos filhos e não os deixando assumirem tarefas adequadas a sua idade. Quer saber se está acertando? Escute seu filho, converse sobre sentimentos e projetos. Ele precisa ter a certeza de que pode contar com você para ajudá-lo, mas também sabe que será cobrado se não respeitar os direitos dos outros, não cumprir com suas obrigações ou colocar em risco a sua própria felicidade", reforça a escritora.

Afinal, quem tem o dever de educar as crianças?

Como vimos, o aprendizado e desenvolvimento saudável de uma criança vai depender do contexto no qual ela vive. Sendo assim, podemos afirmar que tanto os pais como também a escola tem responsabilidade sobre a formação dos mais novos. 

Se por um lado a escola tem a função de estimular o raciocínio, o aprendizado e as habilidades das crianças, a família tem o papel de orientar, proteger e, acima de tudo, cuidar!

8 dicas para ser mais participativo na educação do seu filho

  1. Mostre interesse pela rotina do seu filho, ajudando-o nos deveres de casa, nas refeições e sempre que ele precisar de ajuda. 

  2. Converse com seu filho e ofereça espaço para ele falar sobre seus sentimentos, dúvidas etc.

  3. Seja carinhoso e atencioso com seu filho. 

  4. Ensine limites ao seu filho e seja exemplo para ele.

  5. Participe das decisões que envolvem a criação do seu filho, como mudança de escola, consultas médicas.

  6. Tenha momentos de lazer com o seu filho e brinque junto com ele.

  7. Conheça os amigos dos seus filhos. 

  8. Participe da vida escolar do seu filho, das reuniões e dos eventos abertos aos pais.