Meu filho não socializa na escola: o que fazer?

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.
Entre as características de um desenvolvimento infantil saudável está a socialização, já que por meio dela a criança adquire e aprimora várias habilidades socioemocionais. Algumas mães, porém, se perguntam “o meu filho não socializa na escola, o que fazer?". 

Neste caso, é necessário, primeiro, identificar os motivos que não o levam a socializar. Se for o caso, converse com a coordenação pedagógica do colégio e leve a criança a uma psicóloga ou para um profissional da especialidade que o colégio recomendar.


A importância da socialização infantil

A socialização infantil é importante porque permite à criança criar relacionamentos, laços e memórias afetivas, além de ajudar o pequeno ou pequena a reconhecer o “eu” no espaço social em que está inserido.  Desse modo, não é exagero dizer que o ato de se relacionar com outras pessoas é o que nos apresenta ao mundo e a sua diversidade. Descobrimos, com o tempo, diferentes modos de agir, pensar e ser.


O ser humano é sociável, isto é, não nascemos para viver na solidão, distantes de outras pessoas. Pelo contrário, precisamos de uma família, de um grupo de amigos ou de alguma rede de contato que nos apoie. O convívio impõe desafios a todos nós, para a criança, por exemplo, a situação de um colega que pega emprestado um brinquedo sem autorização é desafiador. O que fazer? Como falar?


Esses são aprendizados que apenas a convivência e a vivência em situações semelhantes fornecem. A socialização aprimora também a capacidade de falar, de expressar os próprios sentimentos e ideias, de escutar, de perceber a necessidade e vontades do outro, entre outros ensinamentos.


Na escola, a socialização infantil desenvolve também a habilidade emocional da criança de lidar com a própria frustração ao escutar um “não”, por exemplo. Isso porque o ambiente escolar possui regras e horários que devem ser obedecidos por todos. 


Veja o que faz a criança não ser acostumada a socializar


Como vimos, socializar-se é uma atividade benéfica para os pequenos. Algumas crianças, porém, não interagem com os colegas na sala de aula. Cada caso é único, por isso, não hesite em procurar ajuda especializada se julgar necessário. Feitas essas considerações, veja o que são, muitas vezes, as causas desse comportamento da criança:


  • A criança tem mais de 2 anos e meio e ainda não fala;

  • Há pouca interação com outras crianças, seja na própria casa ou mesmo em lugares públicos, como parque e praça;

  • Há um adulto que faz de imediato todas as vontades que a criança manifesta;

  • A criança tem contato diário e prolongado com aparelhos tecnológicos, como celular, tablet ou televisão;

  • Falta contato com a natureza e com a vida fora da casa ou do apartamento, como pisar na grama, brincar na areia, entre outras atividades externas;

  • A criança não é acostumada a ver pessoas que estejam fora de seu convívio;

  • A criança também não é acostumada a comer diferentes alimentos, alimentando-se sempre dos mesmos pratos;

  • A rotina foi pouco alterada com o passar dos anos, conforme a criança envelheceu. Em alguns casos, crianças com mais de 2 anos de idade ainda comem comida batida no liquidificador e dormem no colo.


As características citadas acima devem ser observadas e levadas em consideração pela família. Isso porque o hábito de não socializar pode ser resultado não de um problema da criança, mas do ambiente e da educação. Afinal, se o pequeno é superprotegido e não é instigado a ter novas rotinas e contatos, é natural que ele tenha receio ou não saiba como iniciar o contato com desconhecidos. 


Meu filho não socializa na escola: veja o que fazer


Como dissemos, vários são os motivos que levam uma criança a não socializar no colégio. Então, identificado os fatores, a solução do problema torna-se mais fácil. Confira algumas ideias do que fazer para incentivar o seu filho a se socializar.


  1. Faça um piquenique ao ar livre

O processo de socialização começa dentro da própria família. Então, convide avós, tios, primos ou amigos, para um piquenique no parque ou na praça. Essa é uma oportunidade para as crianças praticarem atividades físicas e socializarem.


  1. Organize sessões de cinema ou festa do pijama

Uma festa pequena, em casa, com poucos amigos, esse é um modo de incentivar a socialização da criança. É uma oportunidade para realizar atividades divertidas, como assistir desenhos, comer pipoca e brigadeiro, além de brincar. Situações como essa ajudam a criança a iniciar ou fortalecer amizades.

 

  1. Participe dos eventos

Todo mundo já ouviu a expressão “educar pelo exemplo”. Neste caso, não é diferente. Só que não é sobre os responsáveis saírem para eventos sociais enquanto deixam a criança em casa, é sobre ir para lugares e levar o pequeno junto, como clubes, shoppings e outros ambientes que sejam próprios para o público infantil. Essas são oportunidades para novas amizades ou, pelo menos, para o aprendizado de socializar.

É importante criar e incentivar a participação das crianças em eventos sociais, afinal, essas experiências se tornarão memória e servirão para o pequeno se sentir seguro e  socializar em oportunidades futuras.

Gostou das nossas dicas? Então, compartilhe elas nas suas redes sociais ou com os seus amigos!