Como deixar seu cartaz para trabalho escolar mais criativo

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

São inúmeras as atividades que as escolas pedem para os alunos fazerem, dentre elas temos as criações em cartolina. Independentemente de qual for o tema, o cartaz para trabalho escolar precisa ser feito com muita dedicação e criatividade.

| + Veja como conseguir bolsas de estudo de até 80% de desconto

O principal objetivo de um cartaz é comunicar de maneira simples e objetiva, aspectos de um determinado assunto. Ele serve como forma de registro. Um bom cartaz é aquele que “diz” sua mensagem do jeito mais simples e rápido possível.

Uma cartolina pode ser uma atividade super legal e que mexa com a imaginação do aluno, mas que também pode envolver a colaboração dos pais em alguns casos. Seguindo alguns passos simples é possível criar cartazes incríveis e divertir-se durante o processo. Continue a leitura!

Como os pais podem ajudar em tarefas escolares, assim como o cartaz?

Já se perguntou como pode ajudar no trabalho escolar de seu filho sem acabar fazendo, você mesmo, a atividade? Os pais preocupam-se em verem o desenvolvimento constante das crianças e, nesse sentido, devem incentivar a autonomia do aprendizado, deixando os pequenos agirem. 

Falar que a criança está demorando muito pode deixá-la ansiosa. Ao colocar a tarefa como algo que deve ser terminado logo, o seu filho pode encarar o momento de estudo como algo penoso. Por isso, respeite o tempo do pequeno e sempre ofereça ajuda, mas sem interferir. Tenha paciência. Você pode dar algumas ideias para o cartaz, mas deixe um espaço para a imaginação da criança.

| Leia também: + Como ajudar os seus filhos nas tarefas de casa?

Como planejar um bom cartaz para trabalho escolar

1- Siga os requisitos básicos

É comum ver cartaz para trabalho escolar que tenha requisitos básicos específicos a serem seguidos. Descubra quais são eles e planeje-se para segui-los.

  • Alguns requisitos podem ser: nome, série, nome do professor, agradecimentos, etc.

  • Além disso, os professores podem requisitar a apresentação de itens à parte do cartaz, tais como anotações, protótipos, etc.

  • Esteja ciente também de itens proibidos na apresentação de cartazes.

2- Crie um plano detalhado

Antes de começar a montagem do cartaz é necessário decidir as informações que serão incluídas e como apresentá-las. Essa parte do plano dependerá do tipo de projeto no qual está trabalhando. Uma maneira de criar um plano detalhado é através do uso de esboços (representação gráfica de como o cartaz será organizado). Outras dicas são:

  • Revise o trabalho e determine as partes principais dele, que poderão ser incluídas na apresentação do cartaz.

  • Ao criar o esboço, planeje os tamanhos de fontes a serem usados. Isso facilitará o restante do processo de criação.

  • Algumas feiras de ciência sugerem a adoção da seguinte organização para os cartazes:

  • Esquerda: problema; Objetivo; Hipótese; Variáveis; Materiais; Procedimentos.

  • Centro: cítulo e Subtítulo; Dados do projeto; Gráficos; Tabelas; Diagramas; Fotos; Ilustrações.

  • Direita: analises; Resultados; Discussões; Conclusão; Recomendações; Referências.

3- Use títulos e subtítulos

Textos longos devem ser divididos para facilitar a leitura do material. Os leitores devem ser capazes de identificar o tema do trabalho à primeira vista, sem a necessidade de ler todos os detalhes. Leve em consideração os títulos e subtítulos na hora de planejar o cartaz.

  • Não use tamanhos de fonte menores do que 16 para os textos gerais do cartaz. As pessoas devem conseguir lê-los mesmo que a certa distância.

  • Títulos e subtítulos devem ser impressos em fontes maiores do que os textos gerais. Use textos em negrito, sublinhado ou cores diferentes para destacá-los ainda mais.

  • Escreva os textos em forma de itens para torná-los concisos.

4- Verifique a necessidade de um cartaz auxiliar

Os cartazes auxiliares são menores do que os principais e podem ser posicionados em frente ou lateralmente a eles. Eles são úteis na apresentação de um resumo do projeto ou de fotos ilustrando os resultados. O cartaz auxiliar deve ter aproximadamente o tamanho de uma folha A4.

  • O cartaz auxiliar pode ser confeccionado em isopor. Para mantê-lo de pé, cole um segundo pedaço de isopor junto à base para criar um apoio.

5- Escolha um bom título

O título possui duas funções principais: chamar a atenção e explicar o assunto do projeto. Seja criativo, faça uma lista de nomes possíveis e brinque com as palavras até ter certeza de que encontrou o título perfeito. Além disso, busque por inspirações na internet. 

  • Tente manter o título o mais curto possível. A plateia deve ser capaz de ler o título rapidamente e desenvolver interesse pelo projeto ao mesmo tempo.

6- Ilustrações

Use a maior quantidade possível de ilustrações. Uma imagem vale mais do que mil palavras, portanto, inclua itens visuais como fotos, gráficos, tabelas e diagramas no cartaz. Mantenha o fundo do cartaz simples e limpo, ler textos sobre fundos coloridos e chamativos pode se tornar uma tarefa difícil e distrativa. 

  • Faça impressões coloridas para os gráficos, principalmente para aqueles que usam cores na diferenciação de itens ou variáveis.

  • Caso não tenha acesso a uma impressora colorida, use canetinhas ou giz de cera para colorir os gráficos.

Dica extra: menos é mais

Criar cartazes excêntricos pode ser tentador, mas tente evitar esse erro. Um bom cartaz deve ser organizado, fácil de ler, com gráficos explicativos e cores que não atrapalhem o leitor.

  • Procure por exemplos de cartazes na internet para entender melhor o que funciona ou não nesse tipo de apresentação.

  • Peça conselhos ao professor sobre o que não fazer. Além disso, peça também por exemplos de cartazes que obtiveram notas máximas em anos anteriores.