6 dicas para economizar com a educação do seu filho

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

Um dos fatores determinantes que definem em qual escola os pais irão matricular os seus filhos, é o dinheiro que será gasto com a educação. Nessa conta não entra apenas o valor da mensalidade escolar, mas também outros custos como transporte, alimentação e material escolar. 


Para você que está pensando em colocar o seu filho em uma escola particular ou que está a procura de uma escola mais barata, você sabia que é possível economizar com educação sem perder a qualidade de ensino? 


No post de hoje daremos 6 dicas e hábitos que podem ajudar você a gastar menos com a escola do seu filho.


  1.  Defina um orçamento
    O primeiro passo é analisar as suas despesas atuais e verificar qual a faixa de orçamento que você tem disponível para investir na escola do seu filho. Toda mãe e todo pai quer gastar o máximo possível com as suas crianças, ainda mais quando o assunto é educação, porém, não assuma um custo com o qual você não consiga arcar ou que seja muito elevado.

    Não existe um percentual exato para gastar com educação, visto que ele varia de acordo com os objetivos e realidades de cada família. Entretanto, especialistas sugerem que o investimento com educação não represente mais do que 20% da renda familiar. Vale lembrar que este percentual é calculado por filho.

    Como dito anteriormente, além da mensalidade, neste conta devem estar incluídos também os gastos adicionais com uniforme, material escolar e atividades extracurricular. A dica dada é que os pais somem 50% em cima do valor da mensalidade



  1. Bolsas de estudo
    Uma das principais formas de economizar com a educação do seu filho é através de descontos ou bolsas de estudo.

    Vale a pena procurar a administração da escola e sondar um desconto para o pagamento à vista da anuidade. A maioria delas também oferece essa opção para pagamentos trimestrais ou semestrais.

    Outra forma é avaliar se a instituição de ensino possui bolsa de estudos. Existem várias tipos de bolsas, a as modalidades variam de escola para escola.

    + Entenda como funcionam as bolsas de estudo nas escolas particulares



  1. Transporte
    Uma dica para economizar no transporte escolar é procurar implementar a chamada “carona solidária”, em que um grupo de pais faz rodízio para levar e buscar as crianças na escola. Trata-se de uma alternativa que pode ajudar a diminuir os gastos e é interessante para os pais que trabalham e às vezes não conseguem levar os filhos na escola todos os dias, mas também não estão dispostos a pagar pelo serviço.


Outra alternativa, é tentar optar por uma escola que fique perto da sua casa, dessa forma, dependendo da idade da criança, ela pode ir andando até o local.

  1. Alimentação
    Em algumas escolas a alimentação está inclusa no valor da mensalidade, mas essa prática não vale para todas.

    A alimentação é um gasto que costumamos chamar de “invisível”, isto é: de pouquinho em pouquinho acaba levando uma fatia considerável do orçamento familiar. Por isso, sempre que possível, prepare lanchinhos de casa. Além de ser mais barato, também costuma ser mais saudável.

    Se você não tem disponibilidade para preparar, determine um custo fixo por mês e converse com o seu filho sobre isso. Criança adora comer um doce, e, uma balinha aqui, outra ali, no final do mês pode pesar bastante no bolso.

  2. Material escolar
    A dica aqui é sempre comparar preços e, se possível, comprar o material escolar fora de época, já que é comum que os preços subam durante os meses de janeiro e fevereiro. Às vezes não tem como fugir, porque a escola só libera o conteúdo que será trabalhado naquele semestre no início do ano.

    Uma boa dica para economizar na educação dos filhos é comprar livros didáticos de segunda mão. Muitas escolas realizam feiras de troca para que os alunos e pais possam trocar livros e adquirir por um preço mais acessível.

    Você pode também ir em sebos ou então tentar sondar outros pais de crianças mais velhas nas redes sociais ou nos grupos de WhatsApp da escola. Tome cuidado apenas para não comprar livros muito antigos, já que eles podem estar desatualizados.

  3. Mantenha tudo na ponta do lápis
    Você sabe quanto gasta por mês com a alimentação dos seus filhos? E com gasolina, transporte? Se a resposta é não, fique tranquilo porque você não está sozinho.

    Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em 2018, revelou que 45,8% dos entrevistados não realizam um controle sistemático do seu orçamento, sendo que 29,3% o fazem apenas ‘de cabeça’- ou seja, recorrem a um método pouco confiável para organizar suas finanças

    Anotar todos os seus gastos vai ajudar você a avaliar quanto você realmente pode investir na educação do seu filho e se preparar para imprevistos.

Para ajudar você a se organizar, o Melhor Escola elaborou uma planilha de gastos bem fácil e simples de mexer. Garanta a sua planilha clicando no link abaixo. É grátis!

-> PLANILHA DE CONTROLE DE GASTOS DO MELHOR ESCOLA

Assim como nos preparamos para adquirir um carro, ou realizar uma viagem, o mesmo planejamento deve ser feito com a educação dos filhos. Ao analisar as finanças e adquirir o hábito de controlar os seus gastos, você consegue economizar com a educação dos seus filhos e, ainda por cima, se precaver para possíveis imprevistos.

Assista abaixo um vídeo especial que preparamos sobre como economizar com a educação do seu filho: