Crianças não têm tempo suficiente para brincar, diz pesquisa

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.

Mais de mil pais e mães participaram de um questionário realizado pelo Museu das Crianças de Minnessota, nos Estados Unidos e 70% deles concordam que as crianças não têm tempo para brincar devido à agenda apertada. Atividades extracurriculares como aula de idiomas, esportes e música não deixam sobrar tempo livre para as brincadeiras. Além disso, o cansaço por causa dessas atividades faz com que as crianças optem por diversão que não demande esforço físico, como videogame e televisão – 88% dos pais afirmam que os filhos passam um tempo excessivo com aparelhos eletrônicos em geral. Outros fatores que atrapalham as brincadeiras, citados pelos pais, foi a falta de segurança e de espaços abertos como parques.

 

FONTE:

Artigo desenvolvido pelo projeto Na Mochila, que em parceria com as escolas oferece uma revista por bimestre aos pais de alunos do ensino Infantil e Fundamental I.