5 brincadeiras lúdicas que ajudam no desenvolvimento infantil

Descubra a importância das atividades lúdicas no desenvolvimento da criança e veja dicas de brincadeiras para você fazer em casa.


Bolinha de gude, lego, pega-pega, desenho, mímica, trava-línguas e leitura. As brincadeiras lúdicas podem mudar com o passar dos anos, mas ainda continuam sendo a principal forma de aprendizado das crianças, seja em casa com os pais e irmãos, ou na escola, com os colegas de classe.


O brincar é considerado uma atividade tão essencial que é garantida por lei pela Organização das Nações Unidas (ONU), desde 1959. De acordo com a Convenção dos Direitos da Criança de 1989, “Toda criança terá direito a brincar e a divertir-se, cabendo à sociedade e às autoridades públicas garantirem a ela o exercício pleno desse direito.”


Para explicarmos a importância do brincar no desenvolvimento da criança, precisamos primeiro entender o que é uma atividade lúdica.

A palavra lúdico vem do latim ludos, que significa jogos, diversão. Ou seja, uma atividade lúdica é aquela que promove prazer e diverte as pessoas envolvidas. Ela pode se dar através de brincadeiras, jogos e brinquedos.

Como dizia o historiador holandês Johan Huizang, a brincadeira não pode ser uma tarefa e muito menos deve ser imposta por alguém. Dessa forma, o desejo de brincar da criança é espontâneo e voluntário e, portanto, livre.


Qual a importância das atividades lúdicas no desenvolvimento da criança?


Pode parecer bobo, mas o ato de brincar vai além da simples diversão e do passatempo com os amigos. No mundo infantil, a brincadeira funciona como uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento da cultura, da coordenação motora, de noções espaciais e de capacidades importantes como a memória, a atenção e a imaginação. 


Segundo a pediatra Andréa Campagnolla, “a criança adquire a habilidade de ser gente através da brincadeira”. Ao fantasiar e imaginar, ela adota papéis transferindo e substituindo acontecimentos e atitudes do dia a dia para a brincadeira, tornando-a mais madura para lidar com diversas situações ao longo de sua vida. 


A forma como a criança desenha e brinca, nada mais é do que um reflexo dos seus pensamentos e sentimentos em relação ao mundo e aqueles à sua volta.


É por meio da brincadeira que a criança compreende o mundo a sua volta, desenvolve habilidades interpessoais, reelaborando sentimentos, conhecimentos, significados e atitudes. Sendo assim, a brincadeira lúdica se torna essencial no processo de desenvolvimento infantil.


A brincadeira na educação infantil


Talvez você já tenha ouvido uma pessoa dizendo: “Ah, aquela escola é muito ruim, meu filho só brinca!” Este pensamento, que vê a educação separada ao ato de brincar, é equivocado e ultrapassado. 


Antigamente, as creches e pré-escolas eram vistas como lugares que cuidavam das necessidades básicas das crianças, como comer e dormir. Hoje, são considerados espaços educativos onde a criança desenvolve todo o seu potencial motor, cognitivo, emocional e cultural.

Nesse aspecto, a brincadeira lúdica se torna ferramenta essencial no processo de educação e formação do aluno pois, é através dela que a criança aprende.


 

Receba dicas e conteúdos exclusivos para a educação do seu filho.

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos conteúdos no seu e-mail!

Ops! Algo deu errado. Por favor, confira seus dados e tente novamente.



Além de auxiliar na construção de valores e da autonomia, professores e educadores podem utilizar a brincadeira para promover a alfabetização e desenvolver habilidades como concentração e raciocínio lógico.

Ao brincar, a criança compreende noções de regras, do que é certo e errado, aprende a se relacionar com as outras crianças, construindo noções de coletividade e cidadania.


Cinco dicas de brincadeiras lúdicas para crianças


Atualmente as crianças são expostas a uma infinidade de possibilidades quando o assunto é diversão: são jogos de videogame, vídeos no YouTube, desenhos na televisão, enfim, a lista é enorme. Com toda essa praticidade e opções que a tecnologia oferece, muitos pais e responsáveis acabam deixando as brincadeiras lúdicas de lado. A interação com a tela dos aparelhos eletrônicos é extremamente passiva, não exige habilidade social alguma do usuário, explica Campagnolla. O resultado disso “são crianças retraídas e introspectivas, com dificuldade em lidar com questões emocionais.”  Existem atividades adequadas para diferentes idades, mas, para ajudar, preparamos uma lista com cinco brincadeiras lúdicas que você pode ensinar e também fazer junto com o seu filho.


1. Desenho, pintura e colagem

Esta é provavelmente uma das atividades mais conhecidas e utilizadas por pais e educadores. A arte, de maneira geral, é uma ótima maneira da criança expressar seus pensamentos e sentimentos em relação ao mundo.

O desenho e a pintura são exemplos de brincadeiras lúdicas que ajudam no desenvolvimento infantil

É só pegar um papel em branco, lápis, canetinhas e tintas de diversas cores e deixar a imaginação agir. Você pode explorar diferentes temas para que as crianças criem algo baseado no que for escolhido, como por exemplo: "férias na casa dos parentes" ou "desenhe a casa dos seus sonhos."

Caso não haja tintas ou lápis disponíveis, o mesmo pode ser feito com recortes de revistas e jornais, colando as figuras selecionadas no papel.

2. Cabana

Quem nunca brincou de cabana na infância? Essa é uma atividade antiga, mas a diversão é garantida. Seja para imitiar o o forte de um exército ou apenas para se divertir, esta é uma das escolas preferidas da garotada.

Além de promover a colaboração e o trabalho em equipe, a cabana é uma brincadeira simples e fácil de fazer e, melhor ainda, você pode utilizar materiais e objetos disponíveis na sua casa.

Para montar a cabana, você pode usar um lençol e prendê-lo em diferentes pontos da sala. Depois, é só pegar cobertas ou colchões e colocar em baixo da cobertura. Quer deixar a brincadeira ainda mais divertida? Apague a luz, pegue uma lanterna e conte histórias para a criança. O segredo aqui é deixar a criatividade rolar solta!

3. Cantiga de roda e música 

A música é uma ótima maneira de estimular a escuta afetiva, a comunicação e a coordenação da criança. Além disso, esta brincadeira lúdica auxilia também no processo de alfabetização e aprendizado de outros conceitos como a matemática, por exemplo.

O Brasil conta com diversas cantigas educativas e folclóricas como, "Cai, Cai, Balão" e "O Sapo Não Lava o Pé", mas você também pode criar as suas próprias letras com a ajuda das crianças.

Já pensou em criar um instrumentos musical com objetos e itens da casa? É fácil! Basta separar caixas de papelão e de sapato, latas, talheres, lápis e galhos. Dessa maneira, a criança explora diferentes tipos de som e ritmos musicais.

4. Teatro de fantoches

Crianças adoram ouvir e contar histórias, que tal então montar um teatro de fantoches para os pequenos?Ao incorporar uma personagem, a criança desenvolve habilidades de expressão e comunicação, além de estimular a imaginação. Você pode fazer o seu próprio fantoche utilizando meias velhas, botões e fitas.

5. Massinha de modelar

A massinha de modelar é um ótimo exemplo de brincadeira lúdica. Suas diferentes cores e formas estimulam as capacidades sensoriais da criança, bem como a sua coordenação motora e cognição. A massinha de modelar é uma ótima brincadeira lúdica para as crianças Existem diversas marcas de massa de modelar disponíveis no mercado, mas você pode fazer uma massinha caseira em casa, com os seguintes ingredientes: - 4 xícaras de chá de farinha de trigo; - 1 xícara de chá de sal; - 1 ½ xícara de chá de água; - 1 colher de sopa de óleo vegetal; - Corante colorido e comestível. Para preparar é só misturar todos os ingredientes, com as mãos, em uma tigela grande e adicionar o corante ao final. Depois é só começar a brincadeira!

A lista de brincadeiras lúdicas é enorme, mas independente do local e da atividade, o importante é deixar a criatividade falar mais alto e se jogar no universo infantil. Para mais ideias de brincadeiras, você pode conferir a cartilha "Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância" desenvolvida em 2019 pelo Ministério da Cidadania com o objetivo de estimular a atividade lúdica no desenvolvimento da criança.

Leia também:

+ Literatura infantil: a importância de um mundo leitor inclusivo para as crianças
+ Exposição às telas aumenta durante o isolamento, mas limite ainda é indicado por especialistas